O bullying (palavra inglesa que significa valentão ou brigão) é uma forma de agressão ou assedio intencional e repetitivo direcionado a pessoas vulneráveis. A agressão, provocada por uma ou mais pessoas, pode ser tanto física como psicológica. Os agressores, chamados bullies, humilham, intimidam ou amedrontam, de maneira física ou verbal, suas vítimas.

O bullying é um fenônmeno de violência que ocorre em todo o mundo e acontece particularmente nas escolas (tanto públicas como privadas), entre crianças e adolescentes. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar, 1 em cada 3 estudantes de 14 anos no Brasil sofreu bullying na escola. De acordo com este estudo de 2009, o bullying atingia mais os meninos que as meninas.

Se bem acontece entre as pessoas mais jovens, os adultos também podem sofrer este tipo de agressão, principalmente no ambiente de trabalho.

Tipos de bullying

O bullying inclui uma ampla gama de comportamentos maliciosos, incluindo a violência e a ameaça físicas. Também pode ser verbal. Os bullies tendem a insultar ou ridiculizar os outros, humilhando-os com termos obscenos, pejorativos ou racistas. Eles podem excluir os outros, ou mantê-los fora de um grupo. Os bullies também podem espalhar rumores ou fofocas, ou contar mentiras, sobre os outros. O bullying verbal pode ocorrer pessoalmente ou de maneira indireta através da internet e outros meios. O bullying na internet é chamado de cyberbullying e acontece em redes sociais, blogs, e-mails ou através das mensagens dos celulares. Esta forma de bullying é muito usada porque em geral o agressor, autor da mensagem, pode ser anônimo — que não revela sua verdadeira identidade. Desta maneira, o agressor sente mais liberdade de agredir à vítima, e faz com que ela se sinta mais insegura e impotente.

Algumas causas

Tanto os meninos como as meninas podem ser provocadores ou ser alvos de bullying. Algumas crianças são tanto agressoras como vítimas.

A violência, conflitos e abusos no ambiente doméstico, isto é, em casa, podem fazer uma criança mais propensa a intimidar os outros. As crianças e adolescentes que não se importam muito sobre si mesmos ou os outros também podem tornar-se agressivos. Alguns bullies têm a autoestima elevada e são populares na escola. Eles usam a agressão para impressionar seus amigos.

Muitas vítimas de bullying sofrem agressão porque são percebidas como diferentes das outras pessoas. Em qualquer caso, ser diferente não justifica ser tratado mal ou ser prejudicado.

Efeitos do bullying

O bullying pode ter muitos efeitos nocivos. As vítimas podem tornar-se deprimidas, tristes ou ansiosas. Elas podem sentir-se fisicamente doentes e seu desempenho escolar pode sofrer. Em casos extremos, elas podem tentar se machucar.

O bullying também afeta negativamente os agressores. Há estudos que sugerem que os bullies são mais propensos a ter problemas de saúde mental. Eles podem ter dificuldade em formar relacionamentos saudáveis e estão mais sujeitos a serem condenados por crimes quando adultos.

Prevenção do bullying

O bullying pode ser considerado uma questão de direitos humanos. Todas as pessoas, especialmente as crianças, têm o direito de se sentir seguras e ser tratadas com respeito. Em muitos lugares há leis contra a violência e a discriminação, mas tais leis nem sempre se aplicam ao bullying entre as crianças. Por isso, muitos governos na América do Norte, Europa e Austrália já aprovaram leis anti-bullying. Além de proibir o bullying, muitas dessas leis podem dar às vítimas o direito de mudar de escola. Também, podem exigir que as escolas adotem programas anti-bullying direcionados aos alunos e aos professores.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.