O cacaueiro, também chamado de cacau e cacauzeiro, é uma árvore perene tropical da família das Malvaceae. Seu nome científico é Theobroma cacao.

Onde cresce o cacau

Nativo das florestas tropicais das bacias dos rios Amazonas e Orinoco, o cacau é cultivado comercialmente nos trópicos do continente americano, bem como na África ocidental e na Ásia tropical. O Brasil é um dos principais produtores de cacau do mundo.

Características

O cacaueiro tem entre 6 e 12 metros de altura. Suas folhas alongadas chegam a medir até 30 centímetros de comprimento. As folhas mais antigas são eliminadas de tempos em tempos, sendo substituídas por folhas jovens que são vermelhas. As sementes, ou amêndoas, são transformadas em pó de cacau, manteiga de cacau e chocolate. As flores crescem em cachos diretamente do tronco. Elas podem ser brancas, rosadas, amarelas ou vermelhas, dependendo da variedade.

Depois de quatro anos, o cacaueiro maduro produz frutos alongados — uma árvore pode render até 70 por ano. Os frutos variam do amarelo brilhante ao roxo profundo e amadurecem em menos de seis meses. Cada um contém de 20 a 60 sementes. As sementes ovais medem cerca de 2,5 centímetros de comprimento e são cobertas por uma polpa branca, doce e pegajosa.

Cultivo

Em geral, o cacaueiro é cultivado em pequenas propriedades, à sombra dos dosséis das florestas tropicais. Muitas vezes, bananeiras, palmeiras ou seringueiras são plantadas com os cacaueiros, para lhes proporcionar sombra e proteção contra o vento.

As muitas variedades de cacau podem ser agrupadas em três divisões gerais: forastero, criollo e trinitário. A variedade forastero é a mais cultivada no Brasil e no mundo. O cultivo do cacaueiro é muito importante no Brasil desde o período colonial, especialmente na Bahia, o principal produtor nacional. Cultiva-se cacau também em outros estados da região Nordeste, bem como nas regiões Norte e Centro-Oeste do país.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.