O caititu, também conhecido como cateto, é um mamífero, parente dos queixadas e dos javalis. Seu nome científico é Tayassu tajacu.

Nas Américas, pode ser encontrado do sudoeste dos Estados Unidos à Patagônia — região que compreende o sul do Chile e da Argentina. Habita os mais variados ambientes, das áreas desérticas do sul dos Estados Unidos às florestas tropicais, no Brasil. Os caititus costumam viver em grupos de cinco a dez indivíduos, mas há casos de grupos com vinte integrantes e de machos que vivem solitários.

O caititu é ativo durante o dia. Come raízes, tubérculos, sementes, larvas, insetos, anfíbios, répteis, dependendo da disponibilidade de alimentos na região onde vive. Em grupos, andam em fileiras e se espalham para se alimentar, provocando grandes danos às plantações.

Quando ameaçado, ele eriça os pelos longos e escuros que tem na região dorsal, bate os dentes e exala um forte odor. A glândula odorífera, localizada na região dorsal e responsável por liberar esse cheiro, tem também outras utilidades. Quando esfregada em árvores e outros objetos, serve para demarcar território. E quando os caititus esfregam suas respectivas glândulas uns nos outros é para que os integrantes de um mesmo grupo se reconheçam.

Um caititu adulto mede de 75 centímetros a 1 metro de comprimento e aproximadamente 45 centímetros de altura. O peso varia de 14 a 30 quilos. Tem focinho alongado, terminando num disco móvel, cauda minúscula, patas curtas e pés pequenos em relação ao tamanho do corpo. Não tem presas salientes, como o javali. Seus caninos superiores são pequenos, de crescimento reto e para baixo.

Sua pelagem é longa e áspera, geralmente de tonalidade cinza mesclada de preto e com uma faixa de pelos brancos ao redor do pescoço, lembrando um colar.

A fêmea do caititu dá à luz de dois a quatro filhotes por ninhada, após uma gestação de 145 dias.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.