Os lagartos chamados camaleões são famosos pela capacidade de mudar a cor da pele. Eles vivem na África, na Ásia e na Europa. Os lagartos que costumam ser vendidos em pet shops de alguns países são na verdade anólis, que também mudam de cor, mas não da forma surpreendente com que os camaleões verdadeiros o fazem. Na Amazônia, o iguana às vezes é chamado de camaleão, apesar de pertencer a uma família diferente de lagarto.

Os camaleões costumam viver em árvores. Seus dedos dividem-se em dois grupos, formando um “V”, para ajudá-los a se agarrar aos galhos. Eles não se movem muito bem no solo e por isso permanecem nele o menor tempo possível.

Podem ter de 4 a 60 centímetros de comprimento, mas a maioria mede entre 17 e 25 centímetros.

Os camaleões mudam de cor porque têm sob a pele células especiais, dentro das quais partículas coloridas estão em constante movimento. O camaleão assume a cor das partículas que estão agrupadas no momento. As cores habituais do camaleão são verde, amarelo e marrom-escuro.

Muitas pessoas pensam que o camaleão muda de cor para se camuflar, misturando-se com o entorno, mas isso não é verdade. As mudanças de cor dependem da temperatura, da luminosidade e das emoções que os camaleões estão sentindo, como medo ou fome. Camaleões também usam as mudanças de cor para se comunicarem entre si.

Como a maioria dos lagartos, o camaleão come insetos. Ele usa sua língua longa e grudenta para capturar as presas. Os camaleões maiores alimentam-se também de pequenos pássaros.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.