Os canais são cursos de água construídos pelo homem e usados para navegação e irrigação. Há mais de 5 mil anos os canais são um importante meio para transportar produtos e pessoas.

Alguns canais permitem que as embarcações provenientes de oceanos e de lagos possam entrar em um território. Um canal também pode servir como atalho entre dois cursos de água. Outros canais transportam água potável para as cidades ou água para irrigação no campo.

A construção de um canal

Para construir um canal, os construtores escavam uma longa vala no chão e enchem-na de água. Em geral, a água vem de um rio, de um lago ou de oceano que está conectado ao canal. Normalmente o canal é revestido de pedra, de concreto ou de aço para torná-lo mais resistente. O revestimento também impede que a água vaze.

Eclusas

As eclusas são componentes importantes de muitos canais, especialmente em áreas em que a terra não é totalmente plana. Uma eclusa é um trecho de canal bloqueado nas extremidades por portões pesados e fortes, chamados comportas. Esses portões podem ser abertos ou fechados para permitir que a água entre na eclusa ou saia dela.

As eclusas possibilitam que embarcações naveguem em áreas menos ou mais profundas do canal. Quando um barco entra em uma eclusa, as comportas se fecham atrás dele. A eclusa então se enche ou se esvazia de água através de pequenas aberturas nas comportas. Quando a água na eclusa atinge o nível do trecho seguinte do canal, as comportas que estão em frente à embarcação se abrem. A embarcação passa então pela eclusa.

A Eclusa de Barra Bonita, em São Paulo, foi a primeira construída na América do Sul com aproveitamento turístico. Ela viabiliza a navegação na hidrovia Tietê-Paraná.

As eclusas em desnível que estão em fase de finalização em Tucuruí, no rio Tocantins, permitirão a navegação entre as cidades de Marabá e de Belém, no norte do Brasil. Elas vão vencer um desnível de 75 metros e serão as maiores do mundo.

Canais famosos

O canal mais antigo do mundo ainda usado atualmente é o Grande Canal da China. Também é o mais longo do mundo, com um comprimento de cerca de 1.747 quilômetros.

O Canal Erie liga o rio Hudson, em Nova York, com a margem leste do lago Erie, perto da cidade de Buffalo, no estado de Nova York. O Canal Erie foi uma rota de navegação importante para a América do Norte no século XIX.

O Canal de Suez, no Egito, liga o mar Mediterrâneo ao mar Vermelho. Esse importante canal de navegação é a rota marítima mais curta entre a Europa e o oceano Índico.

O Canal do Panamá é um atalho importante entre os oceanos Atlântico e Pacífico. Antes de ser construído, as embarcações precisavam navegar em torno do extremo sul da América do Sul para passar de um oceano a outro.

Em Veneza, na Itália, as pessoas usam os canais como se fossem ruas. Nas áreas mais antigas da cidade, elas vão de um lugar para outro em embarcações chamadas vaporetos (como se fossem ônibus) ou gôndolas (que fazem o papel dos táxis) em vez de usar carros.

Na cidade de Santos, no estado de São Paulo, há doze canais, nove deles projetados pelo engenheiro sanitarista Saturnino de Brito no início do século XX como solução de drenagem do terreno alagadiço e para recolher as águas pluviais e dirigi-las ao mar. Foram uma solução de saneamento, com separação da água de esgotos também. Metade da população da cidade tinha sido dizimada, no final do século XIX, pela febre amarela e por outras doenças resultantes da falta de higiene e de condições sanitárias. Os canais são uma característica da cidade, constituindo marcos de orientação geográfica para a população. Seis deles cortam a cidade em sentido perpendicular à orla marítima.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.