A parte de fora do tronco da árvore é a casca, que se divide em duas camadas: uma mais externa, o córtex, e outra interna, que tem o nome de felogênio.

A camada interna da casca é viva e continua crescendo enquanto a árvore se desenvolve. Mais para dentro do felogênio existe um tecido chamado floema, que transporta para todas as partes da árvore a seiva elaborada, que é o alimento produzido nas folhas.

A camada externa (córtex) da casca se compõe de células mortas. A parte interna e viva vai avançando para fora à medida que se desenvolve e depois morre, integrando-se à camada externa. O córtex se torna cada vez mais espesso e constitui a casca áspera que vemos no tronco das árvores.

Embora esteja morta, a camada externa da casca ainda assim é muito útil para a árvore, pois ajuda a reter a água contida nela. Além disso, protege-a dos danos que as pessoas, os animais e o clima podem lhe causar. Por fim, o córtex ajuda a afastar organismos vivos, como germes e fungos, que podem causar doenças.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.