Os cascos são revestimentos duros que protegem os dedos de muitos animais. Cascos não são pés; suas características são mais semelhantes às das unhas. Eles permitem aos animais andar por longas distâncias em superfícies duras sem prejudicar os dedos.

Os cavalos, os bois, os veados, os carneiros, os camelos e muitos outros animais têm cascos. Alguns deles, como os cavalos e as zebras, têm um único casco na ponta de cada pata. Outros, como o boi e o rinoceronte, têm um casco separado para cada dedo.

Estrutura

Os cascos são feitos de uma proteína chamada queratina, que também entra na composição dos pelos, das unhas, dos chifres e das penas ou plumas. Embora os cascos sejam duros e fortes, eles se desgastam com o uso. Mas, assim como o pelo, continuam crescendo durante toda a vida do animal.

Os cascos não são uma peça compacta; eles se desenvolvem em camadas. Células mortas compõem a dura concha externa do casco. Essa parte, chamada de parede, suporta o peso do animal e protege as partes mais macias do dedo.

Dentro da parede do casco fica a ranilha, um tecido esponjoso que age como uma almofada. Sem ela, o animal poderia ferir a pata ao andar sobre superfícies duras. A ranilha também bombeia o sangue pelo casco quando o animal caminha.

De todas as partes do casco, a única que cresce é a área da ligação com o dedo. Se uma porção se quebra ou se danifica, não pode se regenerar como acontece com um corte que se fecha. O casco precisa crescer de dentro para fora.

Proteção do casco

Uma medida que ajuda os animais de trabalho, especialmente os cavalos, é pregar ferraduras de metal na ponta dos cascos. As ferraduras evitam que os cascos se quebrem ou se desgastem demais. Elas são presas com pregos na parede do casco. Isso não machuca o cavalo porque a parede é formada por tecido morto.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.