A castanha-do-pará é a semente da árvore chamada castanheiro-do-pará. É um dos principais produtos de exportação do Brasil.

Características

A castanha-do-pará é revestida por uma casca dura, de formato quase triangular, mas costuma ser vendida a granel, já sem a casca. Pode ser consumida crua, torrada ou na forma de farinha, e também serve para confeitaria, principalmente na produção de doces finos, cobertos ou não de chocolate. Dela pode-se extrair óleo usado como lubrificante, produzir tinta e fabricar produtos para a indústria cosmética. Quando fresca, a castanha-do-pará fornece um leite usado para preparar pratos típicos da região Norte do Brasil.

O castanheiro-do-pará é uma árvore encontrada de São Paulo ao Pará, mas principalmente no Amazonas — seu habitat natural. Mede de 30 a 50 metros de altura e tem uma copa proporcionalmente pequena.

O fruto é oval e achatado e pesa cerca de 900 gramas. A maturação desses frutos pode levar cerca de um ano e, quando eles amadurecem, caem espontaneamente. Cada fruto contém de oito a 24 sementes — ou castanhas-do-pará. A casca dura do fruto é usada na fabricação de objetos como farinheiras, cinzeiros e outros — tudo depende da criatividade do artesão.

Propriedades alimentares

A castanha-do-pará é rica em cálcio, fósforo e selênio, uma substância estudada cientificamente para avaliar sua capacidade de reduzir o risco de câncer. Também se acredita que combate os radicais livres, contribui para o equilíbrio do funcionamento da tireoide e fortalece o sistema imunológico.

Conhecida mundialmente como Brazil nut (“castanha do Brasil”), a castanha-do-pará faz parte do cardápio europeu desde o século XVII. Ela também tem cotação nas bolsas de mercadorias de vários países do mundo. Toda essa fama faz as castanhas-do-pará serem consumidas muito mais no exterior do que no próprio Brasil.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.