Uma caverna é uma cavidade subterrânea natural com abertura suficientemente grande para permitir a passagem de uma pessoa. As cavernas variam de tamanho, formando desde corredores apertados até sistemas enormes de “salões” ou túneis interligados. O mais longo conjunto de cavernas do mundo é a caverna Mammoth, no estado do Kentucky, nos Estados Unidos, que tem mais de 560 quilômetros de comprimento. As cavernas também podem ser chamadas grutas.

Tipos de caverna

A maioria das cavernas é conhecida como cavernas de dissolução. Elas se formam mais frequentemente em lugares onde há presença de calcário, uma rocha macia que se dissolve facilmente na água. À medida que a água passa por fendas pequenas no calcário, este vai se dissolvendo e as fendas vão aumentando. Depois de muito tempo, as fendas adquirem tamanho suficiente para permitir a entrada de pessoas.

Nem todas as cavernas se formam no calcário. Elas também podem se formar em rochas como gipsita, mármore e dolomita. Outras surgem quando uma rocha fundida, chamada lava, é expelida por um vulcão. A lava da superfície esfria e endurece, enquanto a das camadas mais abaixo escorre para longe, deixando uma cavidade que forma uma caverna. As cavernas ainda podem se formar quando terremotos deixam rachaduras grandes em rochas sólidas. Ondas oceânicas às vezes formam cavernas marinhas ao longo do litoral. A ação das ondas remove as rochas pouco resistentes, formando cavidades.

Algumas cavernas não se formam em rochas. As geleiras, ou áreas enormes de gelo que se deslocam sobre a terra, podem formar cavernas de gelo. À medida que a água da superfície da geleira derrete, ela escorre para dentro das fendas no gelo e então escava cavernas sob a sua superfície.

Características das cavernas

Depois que uma caverna de dissolução se forma, a água continua a gotejar dentro dela. Os minerais presentes na água vão sendo lentamente depositados no teto e no chão. Com o passar do tempo, esses depósitos de minerais, ou cristais, ganham volume, resultando em grandes formações. As que ficam pendentes do teto são chamadas estalactites e têm a aparência de pingentes de gelo. As estalagmites são as formações que sobem do chão, formando-se geralmente sob estalactites gotejantes. Às vezes, estalactites e estalagmites se unem, formando colunas.

Exploração de cavernas

Os exploradores de cavernas são pessoas que descobrem e estudam as cavernas. Também são conhecidos como espeleólogos. Às vezes eles têm de se espremer por passagens minúsculas, onde mal há espaço para a passagem de uma pessoa; outras vezes, caminham por corredores amplos e altos. Em alguns casos, precisam usar cordas e equipamentos especiais para atravessar ou descer por fendas profundas. Alguns exploradores são também mergulhadores, nadando por cavernas cheias de água.

A exploração de cavernas pode ser perigosa. Os exploradores são bem treinados para explorar em segurança. Nunca se deve entrar em uma caverna sem estar acompanhado de um explorador experiente.

Animais que vivem em cavernas

As cavernas abrigam muitos animais diferentes. Alguns, como os morcegos, vivem nas cavernas, mas saem à noite para buscar alimentos. Outros, passam a vida inteira debaixo da terra. Na ausência de luz, geralmente são brancos ou transparentes e não têm olhos. Entre os animais cegos encontrados em cavernas há muitos insetos e aranhas diferentes, alguns tipos de camarões e algumas salamandras.

Os animais que vivem em cavernas possuem características especiais que favorecem sua sobrevivência. Essas características são conhecidas como adaptações. Os animais das cavernas podem não possuir visão, mas têm os outros sentidos altamente desenvolvidos. Por exemplo, os insetos das cavernas geralmente possuem antenas muito longas, que os ajudam a orientar-se. Outros animais são capazes de sentir vibrações, o que os ajuda a detectar a proximidade de algo que possa ser comido.

Utilizações das cavernas

As pessoas vêm fazendo uso de cavernas há muito tempo. O homem primitivo muitas vezes acampava nas entradas das cavernas. Em todo o mundo há cavernas que foram usadas por pessoas como habitação. Na Europa existem algumas com desenhos (ou arte rupestre) de animais e pessoas feitos há mais de 15 mil anos. Cientistas estudam essas cavernas e seus desenhos para saber mais sobre como vivia o homem desse tempo.

Algumas cavernas podem ser usadas para recreação, e muitas podem ser visitadas sem equipamentos específicos. Outras, no entanto, requerem o uso de equipamentos e lanternas especiais por seus visitantes. Além disso, é preciso passar por treinamento para explorá-las.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.