O centeio é um cereal que cresce bem em solos pouco férteis e climas frios. Trata-se de uma gramínea semelhante ao trigo, que produz sementes comestíveis. Os maiores produtores de centeio são a Polônia, a Rússia e a Alemanha. O nome científico do centeio é Secale cereale.

A planta do centeio tem entre 1 e 2 metros de altura, e seu caule é redondo e oco. As folhas verde-azuladas são estreitas e longas e têm textura áspera. Na ponta do caule há uma estrutura afilada chamada espiga, que contém as sementes. A espiga tem entre 7,5 e 15 centímetros de comprimento. Cada espiga contém duas ou mais fileiras de sementes.

Sementes de centeio moídas viram uma farinha usada em pães e biscoitos. Muitas vezes ela é misturada à farinha de trigo. O centeio também pode substituir a cevada na fabricação de cerveja.

Nas fazendas, o centeio serve de alimento para o gado e é usado para fazer uma palha resistente na qual os animais se deitam. Essa palha também é usada para produzir colchões, chapéus e papel.

Às vezes, um fungo venenoso chamado esporão-do-centeio ataca as plantações. Ele forma massas duras e pretas, parecidas com grãos, nas plantas. Pessoas ou animais que comem centeio com o esporão podem adoecer e até morrer. A intoxicação pelo esporão pode causar alucinações, vômito e calafrios, além de danos a órgãos do corpo.

Ao longo da história, muitas pessoas têm observado os efeitos do esporão-do-centeio sobre os seres humanos e os animais. Alguns especialistas acreditam que as pessoas acusadas de bruxaria na chamada caça às bruxas de Salem, nos Estados Unidos, em 1692, talvez estivessem intoxicadas com o esporão. Atualmente, alimentos com centeio vendidos no mercado raramente contêm o fungo. Cientistas descobriram como extrair substâncias químicas do esporão a fim de fazer medicamentos para diversas doenças.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.