Chapada é uma forma de relevo montanhoso em que ocorrem extensões de solo elevadas e planas, vales profundos, cachoeiras e rios caudalosos. Esse tipo de relevo se formou em várias partes do Brasil, principalmente nas regiões Nordeste e Centro-Oeste. Em geral, as chapadas têm mais de 500 metros de altura. Foram os ventos e as águas que, há milênios, formaram essas áreas com imensos paredões. Boa parte das chapadas brasileiras são destinos turísticos de viajantes do Brasil e do mundo.

Chapada Diamantina

A chapada Diamantina fica no centro-sul do estado da Bahia e tem cerca de 70.548 quilômetros quadrados. É uma região de nascente de vários rios e faz parte da bacia do rio Paraguaçu. Nessa chapada se concentra um dos maiores conjuntos espeleológicos (de cavernas) da América Latina. As cavernas são estudadas por pesquisadores brasileiros e estrangeiros com o objetivo de registrar as riquezas naturais, como estalactites e estalagmites, flores de pedra e outras formações rochosas antigas. No século XVIII, a chapada foi alvo de garimpeiros que viviam da exploração de ouro e de diamantes, principalmente nos rios de Contas e Paraguaçu.

Hoje, a chapada vive essencialmente do turismo. A diversidade de fauna e da flora é explorada com silenciosas caminhadas no meio da mata, sempre com guias cadastrados. Outras áreas, como cânions e paredões, são perfeitas para a prática de turismo de aventura.

Por lá também é possível ver de perto pinturas rupestres feitas pelo homem pré-histórico.

Chapada dos Guimarães

A uma hora de Cuiabá, capital de Mato Grosso, a chapada dos Guimarães é um pedaço exuberante do Brasil no meio do Cerrado. Penhascos, grutas, rios e cachoeiras estão dentro dos 33.000 hectares do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Nessa chapada, a água brota por todos os lados. Algumas nascentes dão vida a cachoeiras famosas da região, como a Véu de Noiva. A fauna da chapada dos Guimarães é bastante variada e abriga animais como o jacaré-coroa, o lobo-guará, o veado-campeiro, o gato-palheiro, espécies de cágados, o tamanduá-bandeira e o tatu-canastra (ameaçado de extinção), entre muitos outros.

Chapada dos Veadeiros

A chapada dos Veadeiros fica no estado de Goiás. Com características semelhantes às outras chapadas, a dos Veadeiros se ergueu no nordeste de Goiás, com a ajuda de águas e ventos. No coração dessa chapada está um parque nacional que, em 2001, foi declarado Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO. Com inúmeras atrações naturais, o objetivo do parque é levar ao visitante o conhecimento e a educação ambiental, despertando a consciência ecológica. Mas não se deve pensar que os visitantes do parque sejam apenas estudiosos. Turistas de vários lugares também podem apreciar as imensas paisagens de lá, tomar banho de cachoeira e conhecer as rotas usadas por garimpeiros.

Uma das áreas mais bonitas do parque é o cânion por onde várias quedas-d’água e corredeiras espremidas entre os paredões conduzem o rio Preto, que atravessa toda a região, a um imenso penhasco.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.