As cobras-coral, ou corais, são cobras muito venenosas, com desenhos de um colorido vivo. Anéis vermelhos, pretos e amarelos ou brancos circundam completamente o seu corpo. Essas características previnem os outros animais de que a coral é perigosa.

As corais pertencem à família das najas. Existem cerca de noventa espécies na América, do sul dos Estados Unidos à Argentina; a maioria, porém, é encontrada nas regiões tropicais do continente. Cobras semelhantes vivem na África e na Ásia. Muitas cobras inofensivas têm anéis como os da coral. Isso leva outros animais a pensarem que elas são perigosas.

As cobras-coral têm corpo delgado com escamas lisas. A maioria delas mede menos de 90 centímetros de comprimento, mas existem algumas variedades sul-americanas que podem chegar a mais de 1,20 metro.

As cobras-coral têm dentes caninos curtos e ocos que soltam uma poderosa peçonha, ou veneno. A peçonha ataca o sistema nervoso e pode ser mortal para o ser humano. As corais são rápidas na mordida quando perturbadas.

As cobras-coral ficam escondidas em moradas subterrâneas chamadas tocas durante o dia. À noite, saem para comer outras cobras e pequenos lagartos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.