Também conhecida como congado, a congada é uma manifestação cultural que faz parte do folclore brasileiro. Mistura elementos da cultura africana com outros da religião cristã.

A procissão da congada acontece em diversas regiões do Brasil, em datas diferentes, podendo ser mesclada a outras festividades. Por essa razão, as festas nem sempre são iguais e a história a respeito delas também não.

Em Minas Gerais, por exemplo, a congada acontece em outubro e faz parte das homenagens feitas a Nossa Senhora do Rosário. Em outras cidades, ela homenageia São Benedito e Santa Ifigênia.

Em Salvador, no estado da Bahia, desde 1704 a festa acontece na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, um dos pontos turísticos mais conhecidos da capital baiana. É nessa igreja que são celebrados até hoje muitos cultos religiosos com características cristãs e do candomblé.

Em Goiás, na cidade de Catalão, acontece uma das maiores festas de congada do país, também no mês de outubro.

Como é a festa

Trata-se de um desfile teatral, animado por danças, ritmos e cantos (chamados embaixadas, repentes e desafios). O desfile representa a coroação de um rei do Congo. Em algumas festas, comemora-se especificamente a coroação de Chico Rei, um soberano do Congo chamado Galanga que veio para o Brasil e foi batizado com o nome de Francisco.

Acredita-se que Chico Rei, trazido e escravizado junto com outros negros do Congo no século XVIII, juntou dinheiro suficiente para comprar sua alforria e, ao ser liberto, comemorou com danças e cantos. Em seguida, tornou-se rei de escravos em Vila Rica (atual Ouro Preto). Não existe, entretanto, comprovação oficial da história de Chico Rei.

Tambores

A festa é feita com tambores que marcam o ritmo de toda a cantoria. Os integrantes dos grupos, chamados de ternos, desfilam com trajes diferentes, respeitando uma hierarquia. Os ternos são conhecidos por seus estilos, definidos por formas específicas de tocar o tambor, cantar e dançar.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.