O coritossauro era um dinossauro herbívoro que tinha uma grande crista semicircular no topo da sua cabeça que lhe deu o nome coritossauro, que significa "lagarto de capacete". É classificado como um membro da família de hadrossaurídeos, ou dinossauros bico-de-pato, e pertence à ordem de ornistiquianos (dinossauros com bacia similar à das aves).

Quando e onde viveu o coritossauro

O coritossauro viveu na América do Norte durante o período Cretáceo, cerca de 65 a 98 milhões de anos atrás. Em 1914, foi classificada a primeira evidência fóssil de coritossauro, descoberta na formação geológica fossilífera Judith River, que se estende da província canadense de Alberta até Montana, nos Estados Unidos.

Características físicas

Este dinossauro podia medir até 9 metros na idade adulta, e devia pesar de três a cinco toneladas.O coritossauro tinha uma cauda longa e pesada. Os cientistas pensam que tinha uma pele cheia de protuberâncias, com maiores saliências no abdômen. Seus ossos sugerem que o coritossauro ficava de pé e caminhava sobre duas patas. Provavelmente incursionava por comida nas árvores usando o rabo para o equilíbrio e alongando o pescoço. É possível que o coritossauro tenha viajado em rebanhos e fosse capaz de fugir velozmente dos predadores.

Comportamento

Os cientistas estão incertos sobre o uso da crista, que continha tubos de respiração, e que passava entre o nariz para o fundo da garganta. No início, pensaram que o coritossauro vivia principalmente na água ao invés de sobre a terra e que a crista podia ter funcionado como um snorkel, quando o dinossauro estava submergido na água. É mais provável, porém, que a crista servisse para emitir sons para se comunicar dentro e entre rebanhos. Outras teorias sugerem que a série de tubos dava ao coritossauro uma elevada sensibilidade aos cheiros ou funcionava como um órgão de controle de temperatura: o interior dos tubos podem ter sido revestidos por uma membrana úmida que esfriava o ar que o animal inalava. Também, é possível que a crista servisse como uma exposição para atrair parceiros.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.