O cuscuz é um prato que faz parte da culinária brasileira, em diferentes versões. A mais conhecida é o cuscuz-paulista.

De acordo com o pesquisador Luís da Câmara Cascudo, quem trouxe o cuscuz para o Brasil foram os portugueses, no início da colonização. Porém africanos, árabes e mouros já comiam cuscuz havia muitos e muitos anos.

A base do cuscuz é uma mistura feita de algum tipo de farinha com água (ou leite). A ela podem ser acrescidos outros ingredientes, como sardinha, legumes, ovos cozidos, leite de coco, carnes, frutas secas, crustáceos e até mel e açúcar.

O cuscuz-paulista é feito com farinha de mandioca e farinha de milho. Os ingredientes adicionais são muitos: ervilhas, sardinhas, camarões, ovos, cebola, palmito, azeitonas etc. O fundamental é um tempero chamado colorau, que dá a cor avermelhada característica ao prato.

Outro tipo de cuscuz bastante apreciado é o marroquino, feito com sêmola de trigo com açafrão, que pode levar grão de bico e cordeiro, entre muitos outros ingredientes. E, como a culinária é uma arte coletiva, pertence a todas as pessoas e é bastante dinâmica, há cuscuz para todos os gostos. Já se inventou até cuscuz de tapioca.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.