A cutia é um mamífero roedor da família dos dasiproctídeos. No Brasil, existem sete espécies, todas terrestres e de hábitos noturnos. Durante o dia, ela se abriga em tocas de outros animais ou ocos de paus. Vive em matas, capoeiras e plantações, do sul do México até o Uruguai, e alimenta-se de frutos e sementes caídos das árvores. Seu peso varia entre 1,5 e 5,9 quilos e ela pode medir até 64 centímetros.

O corpo da cutia é grosso, sua cabeça é alongada, tem orelhas pequenas e quatro dentes incisivos longos e curvos, próprios para roer. A cauda é diminuta. As patas anteriores são bem menores do que as posteriores, o que faz das cutias boas saltadoras. Elas têm três dedos desenvolvidos, com unhas cortantes. Os pelos da cutia são ásperos e longos, de cor vermelho-amarelada.

Como os cães, a cutia costuma enterrar alimentos (sementes), que desenterra em tempos de escassez. Por isso, é considerada importante dispersora de espécies vegetais. As cutias se comunicam entre si pela audição e pelo olfato: espalham odores deixados pela secreção de uma glândula anal e pela urina. Esse odor serve também para delimitar território. Em caso de perigo, emitem um som surdo semelhante a um tiro.

A cutia fêmea dá à luz de um a dois filhotes por vez, depois de um período de gestação que varia de 104 a 120 dias.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.