O desenvolvimento sustentável é aquele que preserva os ecossistemas e permite que a riqueza natural de uma região seja conservada para as gerações futuras. Os princípios da sustentabilidade levam em conta a qualidade de vida de todas as pessoas, o uso dos recursos naturais, a gestão do lixo, a conservação da biodiversidade e a redução da poluição.

Reduzir, reutilizar e reciclar

As questões ambientais afetam, a curto ou longo prazo, todo o planeta Terra. Qualquer atividade pode gerar problemas de sustentabilidade caso os recursos — como água, petróleo e madeira — não sejam usados de forma adequada.

O desenvolvimento sustentável envolve todas as atividades da sociedade — o consumo, os transportes, a produção industrial, a agricultura, a mineração, o turismo, etc. As pessoas podem apoiar o desenvolvimento sustentável, por exemplo, comprando produtos de empresas comprometidas com as causas ecológicas, não desperdiçando água e usando menos papel e sacolas de plástico. Existem muitas ONGs e instituições educacionais que trabalham pela causa da sustentabilidade, promovendo a conscientização ambiental.

Uma atitude sustentável envolve 3 Rs: reduzir, reutilizar e reciclar. Reduzir é gastar menos, ou seja, economizar matérias-primas, energia, etc. Reutilizar significa não jogar fora as coisas que ainda possam ser aproveitadas. Reciclar é usar os resíduos para fabricar novos produtos.

As mudanças necessárias para alcançar o desenvolvimento sustentável não são as mesmas em todo o mundo. Nos países de economias desenvolvidas, o consumo de matérias-primas geralmente é mais elevado que nos países em desenvolvimento. Reduzir esse consumo é essencial para que haja sustentabilidade e equilíbrio. O uso de tecnologias ecoeficientes (por exemplo, energias alternativas) pode minimizar o impacto ambiental e diminuir a poluição.

Acordos internacionais

Quase todos os países reconhecem que é preciso encontrar soluções para os problemas ambientais. Em 1972, foi realizada a Conferência de Estocolmo das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, que reuniu representantes de 113 países. Uma série de recomendações foi estipulada, com o objetivo de proteger o meio ambiente.

Em 1997, foi redigido o Protocolo de Quioto, no Japão. Os governos de quase todos países desenvolvidos se comprometeram a reduzir as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa antes de 2012. No entanto, as metas de redução não foram alcançadas, e o prazo foi estendido até 2020, durante uma conferência realizada no Qatar, em 2012.

No Rio de Janeiro, aconteceram duas conferências importantes sobre o meio ambiente e a sustentabilidade: a Rio 92 e a Rio+20. Além do desenvolvimento sustentável, foram discutidas medidas para a redução da pobreza mundial.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.