Quando um corpo celeste encobre outro, de modo que o segundo deixa de ser visível, parcial ou totalmente, ocorre o fenômeno chamado eclipse.

Antigamente os eclipses solares causavam medo e apreensão. As pessoas não entendiam como o céu ficava escuro no meio do dia, mas hoje a ciência explica a causa dos eclipses e pode até mesmo prever quando eles vão ocorrer.

No espaço, os planetas e os astros estão sempre em movimento. A Terra, por exemplo, gira ao redor do Sol, seguindo um caminho que é chamado órbita. Enquanto a Terra orbita ao redor do Sol, a Lua também faz seu giro (órbita) ao redor da Terra. Quando esses três corpos espaciais ficam por um tempo alinhados, temos um eclipse.

Eclipse solar

Quando a Lua fica entre o Sol e a Terra, acontece o eclipse solar: o Sol fica temporariamente encoberto para quem o observa da Terra. A Lua tapa a passagem dos raios solares.

Se a luz solar é totalmente encoberta, a Lua aparece como um círculo branco com um anel luminoso. Ao redor desse anel, surge um círculo que parece feito de fogo: é a chamada corona solar, composta de gases aquecidos que compõem a atmosfera solar.

O eclipse do Sol é chamado eclipse total quando a Lua o tapa por inteiro. Quando apenas uma parte do Sol fica encoberta, dizemos que é um eclipse parcial. Dependendo do ponto de observação de cada pessoa, na Terra, um mesmo eclipse poderá ser visto como total ou parcial. Em algumas regiões ele poderá até nem acontecer. Depende do alinhamento do Sol, da Lua e do ponto de observação em que a pessoa está na Terra.

Não se pode olhar diretamente para o eclipse solar: isso pode causar sérios danos à retina dos olhos.

Eclipse lunar

A Lua não tem luz própria, ela apenas reflete os raios solares que incidem sobre ela. Por isso fica iluminada e é visível para quem a observa da Terra.

Durante o eclipse lunar, a Terra se alinha entre o Sol e a Lua e dessa forma impede a luz solar de chegar até a Lua. Desse modo, ela recebe a sombra da Terra, mas não fica totalmente escura, apresentando um tom alaranjado ou avermelhado. Esse efeito é causado pela luz que chega à Lua de forma indireta, refletida pelos gases que estão ao redor da Terra.

O eclipse lunar pode ser total ou parcial e, ao contrário do eclipse solar, pode ser olhado à vontade, pois não causa danos aos olhos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.