Maiores animais terrestres vivos, os elefantes se dividem em três espécies: o elefante de savana africano, o elefante de floresta africano e o elefante asiático. Eles compõem a família elefantídea de mamíferos. Hoje extintos, os mamutes e os mastodontes também eram dessa família.

Onde vive o elefante

Há elefantes sobretudo em florestas e pastagens em áreas quentes. Os elefantes africanos vivem na África. O elefante asiático é encontrado na Índia, no Sri Lanka, na Malásia, na Indonésia, na Tailândia e no Vietnã.

Características físicas

Os elefantes têm pele grossa, rugosa e pouco peluda. A cor varia de cinza a marrom. Sua tromba é uma extensão do nariz e do lábio superior. O elefante usa a tromba para levar alimentos à boca. A tromba também suga água e a despeja dentro da boca.

O elefante asiático pode chegar a 3,5 metros de altura. Já o elefante africano é mais alto. Pode ter até 4 metros de altura. E suas orelhas são maiores também.

Os machos africanos e asiáticos geralmente têm duas presas, que são dentes superiores longos. As fêmeas africanas também têm presas, ao contrário da maioria das fêmeas asiáticas.

Comportamento

Os elefantes migram, ou seja, viajam, deslocam-se em busca de alimentos. Eles só comem plantas, incluindo gramíneas. É comum descansarem durante as horas mais quentes do dia. À noite, eles se deitam e dormem poucas horas.

Os elefantes circulam em pequenos grupos familiares liderados por fêmeas mais velhas. Cada grupo tem de dois a oito animais. Vários grupos formam uma manada, que chega a ter de 20 a 40 fêmeas e mais todos os seus filhotes. As fêmeas protegem muito os filhotes na manada. Entre 10-14 anos de idade, o macho jovem abandona a manada para viver solitário.

Ciclo de vida

Por volta de 22 meses após o acasalamento, o filhote nasce com cerca de 1 metro de altura e 100 quilos. O elefante vive, em média, de sessenta a setenta anos.

Relação com as pessoas

Desde a Antiguidade os seres humanos usam elefantes para transporte e trabalhos pesados, conforme se vê ainda hoje na Ásia. Elefantes treinados também atuam em circos, uma prática que vem sendo combatida por entidades voltadas à proteção dos animais.

Atividades humanas vêm ameaçando a sobrevivência dos elefantes selvagens. Além de ter seu habitat destruído, muitos elefantes são mortos devido ao valorizado marfim de suas presas. O marfim esculpido é usado em obras de arte, joias e outros objetos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.