Luz, calor e outras formas de energia emitidas pelo Sol constituem a energia solar, que pode ser coletada e usada para aquecer casas e produzir eletricidade.

Aquecimento solar

A maioria dos equipamentos de aquecimento solar capta a energia do Sol através de dispositivos chamados placas coletoras. As grandes placas de metal são pintadas de preto e cobertas por uma camada de vidro. Normalmente, são instaladas sobre os telhados das casas. Elas absorvem a luz solar e a utilizam para aquecer o ar ou a água que flui pela tubulação montada dentro delas. O ar ou a água são então encaminhados para o sistema de aquecimento ou encanamento da casa, ou também podem ser armazenados.

Produção de eletricidade

Aparelhos chamados fornos solares e células solares podem transformar a energia do Sol em eletricidade. O forno solar, que usa o calor do Sol, possui espelhos que concentram grandes quantidades da energia solar em uma pequena área, podendo atingir temperaturas superiores a 2.000°C. Esse calor é usado para gerar vapor, o qual, por sua vez, é empregado para produzir eletricidade em uma usina geradora de energia. As células solares utilizam a luz do Sol, em vez do calor. Elas transformam essa luz em eletricidade. Uma única célula solar produz pouca energia elétrica, mas grandes conjuntos de células arranjadas em painéis podem fornecer eletricidade a prédios inteiros. As células solares também são usadas em pequenos aparelhos, como calculadoras e relógios de pulso.

Vantagens e custos

A energia solar tem duas grandes vantagens em relação aos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural). A primeira é que o suprimento de energia solar é inesgotável, enquanto os combustíveis fósseis estão se exaurindo. A segunda vantagem é que a energia solar não causa poluição, como faz a queima dos combustíveis. Entretanto, os equipamentos necessários para captar e usar energia solar ainda são caros. Esse custo alto é o que tem limitado o seu uso.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.