A epilepsia é um distúrbio físico que afeta o cérebro. A medicina luta para descobrir sua cura. As células cerebrais disparam sinais elétricos minúsculos para comunicar-se com outras células. Quando isso é feito em velocidade muito superior à normal, ocorre um ataque chamado convulsão. Os epiléticos sofrem convulsões desse tipo.

As convulsões podem variar de leves a agudas. A pessoa que sofre uma convulsão pode cair e apresentar espasmos musculares. Seus músculos podem enrijecer ou amolecer. Ela pode desmaiar, e sua respiração pode se interromper temporariamente. O epilético pode paralisar o olhar, piscar seguidamente e passar por emoções repentinas.

A epilepsia pode ter causas genéticas e passar de pais para filhos. Pode ser resultante de um tumor ou de uma lesão cerebral. Um acidente vascular cerebral ou uma doença que afete o cérebro também podem provocar epilepsia.

É difícil prevenir a epilepsia. Em cerca de metade dos casos, a causa real da doença é desconhecida. Para reduzir as possibilidades de sofrer alguma lesão cerebral, é importante a utilização de cinto de segurança nos automóveis e o uso de capacete quando se anda de moto ou bicicleta. Tratar os problemas de saúde que afetam o cérebro também pode ajudar a prevenir a epilepsia.

Não existe cura para a epilepsia, mas remédios e uma dieta especial podem ajudar a controlar as convulsões. Outros recursos empregados pelos médicos incluem cirurgias cerebrais e a inserção, sob a pele, de um aparelho que emite sinais elétricos para o cérebro. Esse aparelho ajuda a diminuir a frequência das convulsões.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.