Chamam-se ervas, ou ervas aromáticas, as folhas ou outras partes cheirosas de certas plantas. São também conhecidas como ervas finas. Entre as ervas aromáticas comuns estão hortelã, manjericão, orégano, louro, salsinha e tomilho. Elas são usadas, secas ou frescas, para acrescentar sabor e aroma aos alimentos. Também podem ser utilizadas em alguns cosméticos, chás e remédios. Algumas vezes se empregam os termos especiarias, temperos ou ainda condimentos para as ervas aromáticas secas.

Muitas ervas aromáticas se desenvolvem em climas moderados. Todavia, em geral, elas podem ser plantadas onde quer que as condições de plantio sejam favoráveis. Muitas pessoas cultivam ervas dentro de casa. Elas se desenvolvem bem em solo seco e bem drenado. Muitas requerem bastante sol. Fertilizantes naturais, como adubo ou composto, ajudam as ervas a formar os óleos que dão a elas seu aroma e sabor.

A maior parte das ervas deriva das folhas de plantas. As folhas de louro vêm de uma árvore perene chamada loureiro. O alecrim e a sálvia são folhas de arbustos. Algumas ervas derivam de outras partes da planta. O ginseng, por exemplo, vem das raízes da planta. Todas as partes da erva-doce podem ser usadas como aromatizantes.

As ervas têm sido consumidas há milhares de anos. Antigamente, os médicos as usavam para tratar muitas doenças. Na Idade Média (aproximadamente entre os anos 500 a 1500), muitos europeus já utilizavam ervas na culinária. Quando os primeiros colonizadores foram da Europa para a América do Norte, levaram essas ervas consigo. Os americanos nativos ensinaram aos colonizadores o cultivo das ervas nas Américas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.