O fígado é um órgão esponjoso encontrado em todos os animais que possuem coluna vertebral. Ele desempenha muitas funções importantes, como purificar o sangue, além de criar e armazenar substâncias necessárias ao organismo. Por isso, ele é considerado um órgão vital.

Estrutura

O fígado é o maior e o mais pesado órgão dos seres humanos. Ele fica quase todo protegido sob as cinco costelas inferiores, do lado direito do corpo. É composto de duas partes arredondadas, ou lobos. O lobo direito é muito maior que o lobo esquerdo.

Funções do fígado

O sangue traz muitas substâncias para o fígado processar. O fígado retira do sangue as substâncias nocivas, transformando-as em outros compostos, que serão excretados. Além disso, ele decompõe glóbulos vermelhos degradados.

O fígado também retira as substâncias úteis do sangue e as armazena. Entre essas substâncias estão açúcares, vitaminas, minerais (como o ferro) e aminoácidos, que são os componentes básicos das proteínas, que compõem as células do corpo. O fígado libera esses materiais armazenados à medida que o corpo vai precisando deles.

Além disso, o fígado produz substâncias necessárias ao corpo, como: as proteínas, que auxiliam na coagulação do sangue; algumas enzimas, que decompõem os alimentos para que sirvam de combustível para o corpo; e a bile, uma substância amarelo-esverdeada, que fica armazenada na vesícula biliar. A bile é transportada por dutos, ou tubos, do fígado para a vesícula biliar. Dali ela passa para o duodeno, onde auxilia na digestão das gorduras.

Problemas hepáticos

Hepático é o nome que se dá a tudo o que é relativo ao fígado. Assim, a hepatite é uma doença do fígado que pode ser causada por vários fatores, inclusive por diferentes vírus. O consumo excessivo de álcool também pode causar lesões sérias no fígado. Essa condição é chamada “cirrose”. Tanto a hepatite quanto a cirrose, além de outros problemas, podem provocar icterícia, uma coloração amarelada na pele e nos globos oculares, que se deve ao acúmulo de substâncias biliares no sangue. Muitos bebês podem apresentar icterícia logo que nascem.

Às vezes, dependendo do problema, é possível fazer um transplante de fígado para salvar a vida de uma pessoa doente. Um fígado bom, sem problemas, doado por outra pessoa, substitui o fígado que entrou em falência, isto é, deixou de funcionar. Esse tipo de transplante é feito em caso de morte do doador. Porém é possível doar apenas um pedaço do fígado, e isso é feito com pessoas vivas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.