A feijoada é um prato da culinária brasileira. Em geral, é feita de feijão-preto cozido com carnes de porco e de boi (carne-seca), além de linguiças. Em algumas regiões do Brasil, usa-se feijão-mulatinho. É acompanhada de farinha de mandioca, arroz, couve picada e pedaços de laranja.

Segundo alguns pesquisadores, foram os escravos que inventaram a feijoada. Para isso, cozinhavam o feijão acompanhado das partes do porco desprezadas pelos senhores: orelhas, pés e rabo.

Outros estudiosos, porém, afirmam que o prato foi adaptado da culinária portuguesa e da espanhola. Os escravos negros teriam contribuído principalmente com os temperos.

Os bandeirantes de São Paulo e os vaqueiros da Bahia e de Pernambuco contribuíram para disseminar pelo Brasil o hábito de comer feijão. Nas andanças pelo interior, eles costumavam levar feijão, carne-seca e farinha de mandioca, porque esses alimentos demoravam a se estragar e podiam ser preparados facilmente.

Pelo caminho, esses exploradores paravam para descansar e plantar feijão. Na volta, meses depois, faziam a colheita e garantiam a alimentação da viagem: o feijão com as carnes salgadas e secas, mais a farofa feita com a farinha.

Hoje a feijoada é o prato mais conhecido do Brasil. É apreciada pela maioria dos brasileiros e pelos estrangeiros que visitam o país.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.