Força aérea, ou aeronáutica, é o setor militar de um país responsável pelos combates aéreos. Numa guerra, os militares utilizam aviões e outros aparelhos equipados com armas para atacar aviões inimigos, além de alvos terrestres e marítimos.

A força aérea também é usada pelos países para se proteger contra ameaças externas. No Brasil, Exército, Marinha e Aeronáutica (força aérea) constituem as Forças Armadas, que têm a função de defender o território nacional.

Funções básicas e equipamento

A força aérea desempenha diversas tarefas militares. Durante uma guerra, além de observar as atividades do inimigo, os pilotos fornecem informações sobre campos de batalha e alvos.

Outra tarefa básica é manter o controle aéreo sobre determinada área. Para tanto, aviões chamados caças afastam ou derrubam aeronaves inimigas. Caças são projetados para atingir altas velocidades e mudar de direção rapidamente. Eles são equipados com mísseis, metralhadoras e outras armas de ataque.

A força aérea também pode lançar bombas, a partir de grandes aviões chamados bombardeiros, que atacam alvos em território inimigo. Os caças-bombardeiros são versões menores e mais leves dos bombardeiros. Eles são usados contra alvos no solo e em missões de apoio a tropas amigas.

Outra função da força aérea é transportar tropas e suprimentos. Para esse tipo de missão, utilizam-se em geral helicópteros ou grandes aviões de transporte.

História

O avião foi criado na primeira década do século XX. Não demorou para que fosse usado com fins bélicos (ligados à guerra). Durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), muitos países europeus usaram caças e bombardeiros. A guerra aérea teve importância ainda maior na Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A Força Aérea Brasileira (FAB) foi criada em 1941. Até então, a aviação militar do país fazia parte da Marinha ou do Exército. A FAB, que é hoje a maior força aérea da América Latina, responde pelo controle e patrulhamento do imenso espaço aéreo brasileiro.

Muitas invenções usadas pelas forças aéreas para aperfeiçoar as aeronaves e armas foram depois incorporadas à aviação civil (não militar). O motor a jato, por exemplo, foi utilizado em caças no final da Segunda Guerra Mundial. Posteriormente, esse tipo de motor foi implantado em aviões de passageiros, que assim passaram a voar mais rápido. Os computadores de bordo inicialmente possibilitaram o bombardeio de alvos distantes com precisão, mas também ajudaram a aperfeiçoar o treinamento dos pilotos e os sistemas de navegação aérea em voos pacíficos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.