Germe é um ser vivo minúsculo que pode causar doenças em plantas ou animais. Também chamados de micróbios ou micro-organismos, os germes são tão pequenos que só podem ser vistos ao microscópio. Existem diferentes espécies de germes, como bactérias, vírus, protozoários e fungos, mas nem todas são nocivas. Muitos protozoários, bactérias e fungos são inofensivos ou até mesmo benéficos.

Como os germes se espalham

Alguns germes se deslocam diretamente de uma pessoa a outra, como, por exemplo, quando uma pessoa infectada por germes tosse ou espirra. Eles também podem ser transmitidos de uma pessoa para outra, transportados por mosquitos ou outros insetos. Ao comer verdura, fruta ou carne de um animal contaminado por doença causada por germes, as pessoas podem adoecer. Os germes das plantas vivem no solo e podem ser disseminados de uma planta a outra pela água, pelo ar ou por insetos.

Defesa contra os germes

Para atacar um animal, os germes precisam conseguir penetrar no seu corpo, que é protegido pela pele. Se um germe tentar entrar pela narina, pode ser detido por uma substância viscosa chamada muco. Mas, se mesmo assim ele conseguir entrar, será atacado pelo sistema imunológico. Para ajudar a manter os germes afastados, as pessoas devem lavar as mãos com frequência, principalmente antes de tocar nos alimentos. Para controlar os germes das plantas, os agricultores costumam usar produtos químicos.

História

Antes do século XIX, os estudiosos nada sabiam sobre os germes. Foi o cientista francês Louis Pasteur que descobriu que os micróbios podiam causar doenças. Robert Koch, médico alemão, descobriu que os germes causavam determinadas moléstias, como tuberculose e cólera.

Essas descobertas levaram a melhorias nas práticas médicas, pois, até então, os médicos faziam cirurgias sem limpar as mãos ou os instrumentos cirúrgicos. Muitos pacientes morriam porque os cortes e feridas eram contaminados por germes, causando graves infecções. O cirurgião inglês Joseph Lister foi o primeiro a adotar a prática de esterilização, isto é, a limpeza dos cortes durante as cirurgias.

Pasteur também descobriu que os germes podem estragar os alimentos e que, se as pessoas ingerem esses alimentos contaminados, ficam doentes. Ele aprendeu a evitar que os germes contaminassem os alimentos e a usar uma versão enfraquecida dos germes para prevenir as pessoas contra esses mesmos germes. Essa versão enfraquecida, chamada vacina, é injetada nas pessoas para que o sistema imunológico possa combater o germe e aprenda a se defender dele em um próximo ataque.

Atualmente, os médicos ainda usam vacinas e desenvolveram métodos mais eficientes de assepsia para combater os germes. Os cientistas também desenvolveram drogas para atacar germes de plantas e animais.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.