Mais de 200 milhões de anos atrás, vários tipos de ginkgos cresciam no mundo inteiro. Atualmente, apenas um tipo de ginkgo ainda existe. Seu nome científico é Ginkgo biloba. O ginkgo também é conhecido como nogueira-do-japão, e a grafia gincgo também é aceita.

Os ginkgos de hoje são originários da China, onde se desenvolveram em estado selvagem. As pessoas na antiga China e no Japão também os cultivavam nos jardins de templos e palácios. Atualmente, essas árvores crescem nas cidades, parques e jardins em todos os continentes, menos na Antártica. Alguns especialistas em plantas acreditam que grupos de ginkgos não crescem mais na natureza.

Os ginkgos são árvores muito resistentes. Elas suportam os danos provocados por insetos e fungos. A poluição urbana tampouco as prejudica.

A árvore tem forma aproximada de pirâmide. Ela pode crescer até 30 metros de altura, e seu tronco pode medir 2,5 metros de diâmetro. As folhas do ginkgo são verde-acinzentadas. Elas possuem uma textura rija, quase como a da borracha, e apresentam o formato de leque, com uma divisão no meio.

Os ginkgos são masculinos ou femininos. Os ventos carregam o pólen das árvores masculinas para as femininas. Estas então produzem grandes sementes. As sementes são nozes redondas e prateadas, rodeadas por uma cobertura amarelada de odor desagradável.

As pessoas cultivam ginkgos por sua beleza e pela sombra que fornecem. As nozes assadas do ginkgo são consideradas alimentos especiais na China e no Japão. Suas folhas são usadas em alguns medicamentos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.