As hortaliças, também conhecidas como legumes e verduras, são as folhas, as flores, os talos, os caules, as raízes ou outras partes comestíveis de certas plantas. Em geral, são plantas herbáceas, cujos caules são mais macios que os dos arbustos ou das árvores.

Tecnicamente, apenas os vegetais que possuem vagem, como o feijão e o amendoim, são legumes. No entanto, o uso popular consagrou a palavra legume como forma de se referir a outros vegetais comestíveis, especialmente aqueles que são consumidos cozidos. O termo verdura normalmente é usado para os vegetais folhosos que nascem acima do solo, como a alface, a rúcula e o agrião.

Algumas hortaliças, como as raízes, os tubérculos e os bulbos, nascem debaixo da terra. A cenoura, a beterraba, o nabo, o rabanete e a batata-doce são raízes. A batata, a mandioca, a mandioquinha, o cará e o inhame são tubérculos — um tipo de caule subterrâneo. O alho e a cebola são bulbos, ou seja, brotos subterrâneos.

O palmito é o caule macio de certos tipos de uma grande árvore chamada palmeira.

Algumas hortaliças são frutos. O tomate, a moranga, a abóbora, a abobrinha, a berinjela, o chuchu e o pepino são alguns exemplos. Como toda fruta, esses vegetais possuem sementes.

A alface, a acelga, o agrião, a couve, a escarola, o espinafre, a mostarda, o repolho e a rúcula são folhas de plantas. O brócolis, a couve-flor e a alcachofra são flores. Todas essas hortaliças nascem acima da terra.

As hortaliças são importantes para a saúde. Elas contêm vitaminas, minerais, fibras e água. Existem várias formas de prepará-las para consumo. Elas podem, por exemplo, ser assadas, cozidas, fritas ou grelhadas. Muitas podem ser consumidas cruas. Outras, como a cenoura e a beterraba, podem ser transformadas em suco. Além disso, hortaliças são ingredientes comuns em cozidos, ensopados, tortas e sopas.

Em geral, as hortaliças frescas se deterioram rapidamente. Muitas, porém, são vendidas congeladas ou enlatadas. Esses processos ajudam a conservá-las por mais tempo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.