Os insetos formam o maior grupo de animais. Cerca de 75 por cento de todos os animais são insetos. Os insetos surgiram na Terra muito tempo antes dos seres humanos. Hoje há cerca de 1 milhão de espécies conhecidas de insetos, e os cientistas constantemente descobrem espécies novas. Borboletas, besouros, formigas, moscas, gafanhotos, traças e abelhas são insetos.

Onde vivem os insetos

Existem insetos no mundo inteiro. Eles conseguem sobreviver em praticamente qualquer lugar em que haja alimento disponível. Insetos são encontrados em regiões frias, em florestas úmidas e quentes, em desertos, em montanhas, em cavernas e na água doce. Há até alguns poucos tipos de insetos que vivem na água salgada.

Características físicas

Os insetos fazem parte de um grupo maior, o dos artrópodes, que também inclui aranhas, carrapatos, centopeias, lagostas e caranguejos. Como todos os artrópodes, seu corpo é dividido em segmentos, ou seções. Eles não possuem esqueleto interno, mas, assim como os outros artrópodes, têm uma cobertura externa chamada exosqueleto, que protege seu corpo.

Diferentemente de outros artrópodes, o corpo dos insetos possui três segmentos principais: cabeça, tórax e abdômen. A cabeça contém as antenas, as partes bucais e os olhos. Os adultos de muitas espécies possuem dois tipos de olhos: simples e compostos. Os olhos compostos são formados por muitas partes semelhantes a lentes. Cada uma delas recebe uma imagem distinta, e as imagens são combinadas dentro do cérebro do inseto para formar uma imagem única.

O tórax possui três pares de pernas e, geralmente, dois pares de asas. Alguns insetos têm apenas um par de asas ou não têm nenhuma.

O abdômen é composto de até onze segmentos e contém órgãos que digerem os alimentos, expelem os dejetos e ajudam o inseto a se reproduzir.

Os insetos variam muito de tamanho. A maioria é pequena, geralmente medindo menos de 6 milímetros de comprimento. O bicho-pau, porém, pode chegar a mais de 30 centímetros de comprimento.

Comportamento

Os insetos possuem diversas maneiras de proteger-se de seus inimigos. Alguns, por exemplo, se escondem, camuflando-se no ambiente. A coloração de muitas mariposas é semelhante à das cascas das árvores nas quais elas pousam. Os besouros têm uma couraça muito dura que os protege. Alguns insetos picam ou ferroam seus inimigos, e algumas espécies produzem veneno.

Alguns tipos de insetos vivem sozinhos e outros moram em grupos. Cupins, formigas e algumas abelhas e vespas vivem em grupos altamente organizados. Cada indivíduo tem um papel específico. Alguns cupins, por exemplo, nascem para ser soldados ou operários. Outros serão o rei ou a rainha.

Os insetos se alimentam de uma grande variedade de plantas, animais e outros seres vivos. Certos insetos, como pulgas e piolhos, vivem sobre o corpo de outro animal, do qual extraem seu alimento. Esses insetos são conhecidos como parasitas.

Ciclo de vida

A maioria dos insetos nasce de ovos. Algumas poucas espécies dão à luz seus filhotes. O exosqueleto de um inseto não é capaz de crescer. De tempos em tempos, à medida que o inseto se desenvolve, essa capa protetora se racha e é descartada, e uma nova capa se forma. Esse processo é chamado de muda.

Dois ciclos básicos de vida são encontrados entre os insetos. Alguns nascem já quase com a mesma forma que terão quando adultos. O inseto cresce, vai trocando seu exosqueleto e chega à idade adulta. Esse é o processo de crescimento dos gafanhotos e das baratas, por exemplo.

Outros tipos de inseto passam por uma mudança completa, ou metamorfose. Depois de nascer dos ovos, iniciam a vida sob uma forma chamada larva, que é completamente diferente da forma adulta. Uma larva pode se parecer mais com uma minhoca que com um inseto. A larva consome muito alimento e passa por diversas mudas, para então ingressar em um estágio de repouso, sob uma forma chamada pupa. Durante esse estágio, o corpo da pupa passa por grandes transformações, adquirindo todas as características do adulto, inclusive asas e pernas. Quando esse estágio se completa, o adulto emerge da pupa. Abelhas, borboletas e mariposas são alguns dos insetos que se desenvolvem dessa maneira.

Insetos úteis e insetos nocivos

Muitos insetos são úteis aos humanos e outros animais. Alguns deles se alimentam de outros insetos que são pragas. Os insetos também servem de alimento para outros animais. Alguns insetos produzem produtos valiosos como mel, seda e pigmentos.

Muitas plantas que têm flores dependem de insetos como as abelhas para ajudar na reprodução. Quando os insetos se alimentam de plantas, eles espalham uma substância chamada pólen. O pólen é levado das partes masculinas das flores para as partes femininas, permitindo que estas produzam sementes.

Os insetos também podem ser pragas. Alguns deles ferroam ou picam pessoas ou outros animais. Muitos podem transmitir doenças a pessoas, outros animais e plantas. Alguns insetos nocivos comem plantações, madeira, roupas e tapetes.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.