O látex é uma substância líquida encontrada em certas plantas que dão flores. Geralmente tem cor branca, embora possa ser incolor, amarelo, alaranjado ou vermelho. Sua textura também varia: pode ser mais ralo e aquaso ou altamente viscoso.

Uma das plantas mais comumente associadas ao látex é a seringueira (Hevea brasiliensis), nativa da Amazônia. Outras plantas laticíferas — isto é, que contêm látex — incluem a figueira, a jaqueira, a mangabeira e o mamoeiro. O látex circula pelo interior da planta e está relacionado a uma série de funções, dentre elas a de excreção.

Nas seringueiras, o látex é colhido por meio de cortes diagonais que formam sulcos rasos no tronco das árvores. O instrumento usado para fazer os cortes consiste de uma lâmina afiada, com ponta em forma de gancho. As árvores normalmente são cortadas ao amanhecer, pois nesse período do dia o fluxo do látex é maior; com o passar das horas, a temperatura aumenta e o fluxo da substância diminui. O látex escorre pelos sulcos e é recolhido em um pequeno recipiente preso ao tronco da árvore.

Dentre as substâncias obtidas a partir do látex, a mais conhecida é a borracha. O látex é usado na fabricação de itens como luvas cirúrgicas, balões de aniversário, colchões e bicos de mamadeira.

Além do látex natural, existe também o látex sintético, que é produzido em laboratório a partir do petróleo. Além de ter um custo menor, o látex sintético pode ser benéfico para pessoas alérgicas ao látex natural.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.