O leptocerátopo era um dinossauro herbívoro de pequeno porte. O leptocerátopo está classificado como um membro da família dos protoceraptocídeos, um grupo de pequenos dinossauros com uma crista nascente ou placas ósseas no pescoço. É da ordem dos Ornithischia, os dinossauros com bacia semelhante à das aves.

Quando e onde viveu o leptocerátopo

O leptocerátopo viveu na América do Norte durante o período Cretáceo, cerca de 65 a 98 milhões de anos atrás.

Características físicas

Em geral, o leptocerátopo adulto media aproximadamente cerca de 2,4 metros de comprimento. A parte posterior do crânio do leptocerátopo expandia-se em uma ponta, que provavelmente era uma versão básica da crista ao redor do pescoço que mais tarde se desenvolveu entre os dinossauros ceratopsídeos. A grande cabeça tinha um bico de papagaio, com dentes na parte superior. O nome leptocerátopo significa "rosto magro com chifres”.

Comportamento

O leptocerátopo provavelmente passou a maior parte de seu tempo em quatro patas, mas pode ter sido capaz de andar e correr somente com duas. Com tíbias longas, as patas traseiras eram bem adaptadas para correr. As mãos tinham cinco dedos com garras que poderiam ser usadas para segurar as plantas com as quais se alimentava.

Evidência fóssil

A primeira evidência fóssil de leptocerátopo foi achada em 1914. Restos do animal foram encontrados na província canadense de Alberta e em Wyoming, nos Estados Unidos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.