A linguagem pode ser definida como a capacidade que as pessoas têm de se comunicar , ou seja, de transmitir informações, pensamentos, desejos e emoções. A linguagem pode ser verbal ou não verbal. A linguagem verbal é aquela que utiliza as palavras, tanto na forma falada como na escrita. Já a linguagem não verbal envolve formas de comunicação que não incluem as palavras — por exemplo, imagens, cores e gestos. Muitas placas de trânsito e obras de artes visuais, como pinturas e esculturas, são exemplos de linguagem não verbal.

A língua, por sua vez, pode ser considerada um dos componentes da linguagem. A língua é um conjunto de códigos e palavras que é usado por uma mesma comunidade. Esse uso acontece de acordo com determinadas leis e regras que devem ser seguidas por todos os usuários, para que todos possam se entender. As línguas também são chamadas de idiomas.

A construção da língua

Uma língua envolve fala e escrita. O ser humano nasce com a habilidade de entender a língua falada. Sem nenhum treinamento especial, as crianças aprendem a falar o idioma do lugar onde vivem ao escutar os outros falantes. Já a escrita precisa ser aprendida.

Entretanto, nem todas as línguas são faladas. Na língua de sinais, usada por deficientes auditivos, movimentos corporais (especialmente das mãos e dos braços) representam letras, palavras e frases. Pessoas com deficiência auditiva aprendem a língua de sinais do lugar onde moram.

O som é a base das línguas faladas. A combinação de sons forma palavras. Palavras formam frases, e assim por diante.

Cada idioma tem muitos tipos de palavras. Os tipos básicos são os substantivos e os verbos. Substantivos designam pessoas, animais, coisas e ideias. Verbos representam ações.

Cada idioma tem suas próprias regras de gramática. Essas regras estabelecem a ordem das palavras na frase. A ordem das palavras dá sentido à frase.

Idiomas do mundo

Existem milhares de idiomas no mundo atual. Alguns são usados por milhões de pessoas. O mandarim (chinês), o inglês e o espanhol figuram entre as línguas mais faladas no mundo.

A maior parte dos países tem uma língua oficial, o que permite que os cidadãos compreendam uns aos outros. Alguns países adotam mais de um idioma oficial. No Canadá, por exemplo, o francês e o inglês são línguas oficiais.

Muitos idiomas se parecem uns com os outros. Os especialistas costumam agrupar as línguas em famílias. Inglês, alemão e sueco pertencem ao grupo das línguas germânicas. Francês, espanhol e português, ao grupo das línguas neolatinas. Russo e polonês figuram entre as línguas eslavas. O chinês faz parte da família asiática sino-tibetana.

Como as línguas mudam

Em algumas situações, as pessoas precisam falar com quem não entende sua língua. Por exemplo, os portugueses que vieram para o Brasil no século XVI tiveram de se comunicar com os índios e depois com os africanos. Nesse encontro, o português dos colonizadores sofreu mudanças, dando origem ao português do Brasil.

Mesmo populações que falam o mesmo idioma podem ter dificuldade para se entender. Pronúncias diferentes ou o uso de expressões locais explicam esse fato. Quando as diferenças são grandes, surgem os dialetos. No Brasil, ainda que os modos de falar variem de região para região, não chegam a existir dialetos.

De modo geral, idiomas não respeitam fronteiras. As línguas importam palavras de outros idiomas. Em português, por exemplo, “futebol” vem do inglês, “abajur” do francês e “caatinga” do tupi. Os falantes de inglês incorporaram palavras como pasta (do italiano) e fiesta (do espanhol).

Os idiomas mudam de acordo com o uso ao longo do tempo. É comum as pessoas abreviarem as palavras. “Cinema” já foi “cinematógrafo” e pode se tornar simplesmente “cine”. Em vez de “fotografia”, é comum dizer “foto”. De tempos em tempos, novas palavras surgem e se integram ao idioma, enquanto outras vão sendo abandonadas e por fim caem em desuso.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.