O luteranismo é um ramo do cristianismo protestante. Ele se baseia nas ideias de um homem chamado Martinho Lutero, que viveu na Alemanha no século XVI. Esse foi um dos primeiros grupos a se separar da Igreja Católica, durante um movimento chamado Reforma.

Crenças

Os ensinamentos da Igreja Luterana estão reunidos no Livro de concórdia, o qual contém preces e documentos que explicam a fé, incluindo o documento chamado Confissão de Augsburgo, que traz as crenças básicas do luteranismo. Como todos os protestantes, os luteranos acreditam que a Bíblia é a palavra de Deus escrita. Para eles, ela contém a única fonte de verdade sobre como as pessoas devem levar sua vida. Os luteranos também acreditam que as pessoas serão salvas pela sua fé em Deus, e não pelas coisas que fizeram.

Práticas

Os luteranos vão à igreja uma vez por semana, aos domingos. Lá eles oram, leem a Bíblia e dividem a Santa Comunhão, um dos dois sacramentos, ou rituais, de sua crença. O outro ritual é o batismo.

História

No início do século XVI, um padre da Igreja Católica chamado Martinho Lutero começou a questionar algumas práticas da Igreja. Ele fez uma lista com 95 tópicos que queria discutir e apresentou esse documento às autoridades religiosas de Wittenberg, na Alemanha. Lutero não queria começar uma nova religião, queria apenas reformar, ou mudar, a que já existia, mas os líderes da Igreja não ficaram satisfeitos com seus questionamentos. Ele e os que partilhavam de suas ideias foram expulsos da Igreja Católica.

Lutero se mudou para uma área onde lhe era permitido praticar suas crenças. Naquela época, a Alemanha era parte do Sacro Império Romano-Germânico, e em 1546 o imperador católico Calos V foi à guerra contra os territórios que apoiavam Lutero. Saiu vencedor, mas o conflito continuou até 1555. Nesse ano, uma assembleia especial do império se reuniu e fez um acordo chamado Paz de Augsburgo, segundo o qual a nova religião seria permitida. A nova Igreja logo se espalhou pela maior parte da Alemanha e pela Escandinávia, onde foi estabelecida por lei. Com a conquista de novos territórios pelos europeus e a fundação de colônias nas terras conquistadas, o luteranismo se disseminou. Hoje, mais de 65 milhões de pessoas seguem o luteranismo em todo o mundo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.