Mártir é alguém que morreu ou está disposto a morrer por suas crenças. Os mártires são importantes em muitas religiões, entre elas o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Mas há também mártires por causas políticas.

Na época do Império Romano, cristãos foram obrigados a abandonar sua religião. Se se recusassem a isso, podiam ser mortos. Os apóstolos Pedro e Paulo foram mártires dessa época. Muitos mártires cristãos se tornaram santos.

Entre os mártires judaicos estão os membros de uma família conhecida como Macabeus, que morreram há muito tempo em uma luta para manter sua religião. O feriado judeu Hanukká é baseado na história dos Macabeus.

Todos os anos, os muçulmanos xiitas relembram a morte do mártir Hussein ibn Ali. Ele foi morto em uma batalha contra outro grupo de muçulmanos no século VII. Ainda hoje há aqueles que são mortos injustamente por causa de sua religião.

No Brasil, Tiradentes é conhecido como “o mártir da Independência”, um exemplo de mártir por convicções políticas. Da mesma forma, nos governos autoritários, nas ditaduras, muitas pessoas são mortas apenas por suas convicções políticas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.