O mal de Parkinson é uma doença que vai provocando a perda gradativa do controle dos músculos da pessoa afetada. A doença causa tremores e agitação do corpo. Normalmente afeta pessoas idosas, entre os sessenta e os setenta anos de idade. Tem esse nome por causa do médico inglês James Parkinson, que foi quem primeiro descreveu a doença, em 1817.

Entre os sintomas ou sinais iniciais do mal de Parkinson estão fraqueza e cansaço. A mão da pessoa pode apresentar tremores. Com o passar do tempo, os braços e as pernas se tornam rígidos. A caligrafia da pessoa fica menor, apertada. Torna-se difícil falar e caminhar.

Não se sabe ao certo as causas do mal de Parkinson. Alguns cientistas acreditam que a doença seja causada por produtos químicos nocivos à saúde. Outros acham que é hereditária.

Os cientistas têm certeza de que o mal de Parkinson afeta o cérebro e o corpo. Por alguma razão, as células nervosas do cérebro começam a morrer. Essas células normalmente produzem uma substância química chamada dopamina. A dopamina ajuda a controlar o movimento. Quando o total de dopamina fica baixo, a pessoa perde o controle dos movimentos do corpo.

Não há cura ainda para o mal de Parkinson, nem meio de prevenção. Contudo, os médicos podem tratar os sintomas. Certos medicamentos ajudam a produzir dopamina, outros diminuem a perda dessa substância pelo cérebro. Esses medicamentos podem aliviar temporariamente os efeitos da doença. Fisioterapia também pode ajudar. Em alguns casos, os médicos optam por cirurgias.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.