A medicina é a ciência que estuda a origem e a natureza das doenças do ser humano, com o objetivo de preveni-las, controlá-las e curá-las, preservando assim a saúde das pessoas. A medicina é praticada de diversas maneiras há milhares de anos. Hoje em dia, porém, somente os médicos, formados no curso de medicina, têm autorização para a prática dessa ciência.

O médico

O trabalho de um médico tem várias etapas. Primeiramente, ele precisa descobrir a causa da doença, para depois escolher o tratamento adequado. O médico também dá à pessoa doente uma previsão de quando ela vai se sentir melhor. Além disso, faz parte do trabalho do médico oferecer recomendações sobre como prevenir as doenças. Para cuidar dos pacientes (isto é, das pessoas doentes), o médico trabalha com outros profissionais, como enfermeiros, terapeutas e assistentes.

São necessários muitos anos de estudo e treinamento para formar um médico. No Brasil, o curso de medicina dura seis anos. No 5° e no 6° anos, os alunos começam a atuar em hospitais e ambulatórios, realizando estágios e plantões, sempre sob a supervisão de médicos já formados. Concluído o 6° ano, o médico está apto a exercer a profissão como clínico-geral. Porém, se desejar se especializar em uma área da medicina, como pediatria, oftalmologia ou cirurgia, terá de estudar mais alguns anos. Essa etapa de especialização é chamada de residência médica.

História

Hipócrates, um médico da Grécia antiga, é considerado o Pai da Medicina. Ao observar detalhadamente seus pacientes, Hipócrates concluiu que as doenças tinham causas físicas. Até então, pensava-se que as doenças eram causadas por deuses ou espíritos malignos. Outro médico importante da Antiguidade foi Galeno de Pérgamo, que viveu em Roma e escreveu muitos textos sobre o corpo humano.

Por volta do século X, um médico da Pérsia (atual Irã) chamado Avicena escreveu um importante tratado médico, cujas ideias foram seguidas por médicos do Oriente Médio e da Europa durante séculos.

Do século XVI ao XVIII, estudiosos europeus fizeram muitas descobertas médicas com base na ciência. No final do século XVIII, o médico inglês Edward Jenner descobriu as vacinas, substâncias capazes de prevenir doenças.

No século XIX, os médicos começaram a usar o estetoscópio (aparelho para ouvir o coração), máquinas de raios X (que permitem visualizar os ossos) e outros instrumentos úteis. Também nessa época, eles perceberam que os micro-organismos causavam doenças e que lavar as mãos e os instrumentos cirúrgicos ajudava a evitar contaminações.

No século XX, pesquisadores criaram diversas vacinas e novos medicamentos, o que permitiu prevenir e curar diversas doenças. Os médicos aprenderam a fazer transplantes de órgãos de uma pessoa para outra e a utilizar máquinas sofisticadas para diagnosticar e tratar doenças. Também descobriram que a boa nutrição é essencial para a manutenção da saúde.

Atualmente, os médicos dispõem de muitos meios para ajudar as pessoas a recuperar a saúde. Porém há inúmeras doenças cuja cura ainda está sendo pesquisada, como alguns tipos de câncer e a aids.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.