A mexerica é uma fruta cítrica, também conhecida em diferentes regiões do Brasil como tangerina, mexeriqueira, bergamota, laranja-cravo, laranja-mimosa e laranja-mandarim. Entre as espécies de mexerica mais cultivadas estão a poncã, a dancy, a cravo, a montenegrina e a murcott (um híbrido de tangerina e laranja, popularmente chamada “morgote”).

A mexerica é produzida por uma árvore espinhosa da família das rutáceas, originária da China e introduzida no Brasil pelos portugueses. De porte médio, a mexeriqueira desenvolve-se bem em climas tropicais úmidos e subtropicais. Tem cerca de 4 metros de altura, copa arredondada ou piramidal e folhas coriáceas verdes, que contêm glândulas de óleo essencial. Em geral solitárias e de perfume suave, suas flores pequenas têm cinco pétalas brancas, numerosos estames e um pistilo.

Ao contrário de outras frutas cítricas, a mexerica pode ser descascada com as mãos, sem necessidade de faca. Tem casca lisa ou um pouco enrugada, que se desprende facilmente dos gomos, e sua polpa é coberta por fibras emaranhadas. Os gomos internos são grandes, suculentos e de sabor um tanto ácido. A fruta exala um aroma muito agradável.

Muito apreciada, a mexerica é consumida principalmente ao natural. Embora menos empregada na cozinha do que a laranja, é usada no preparo de sucos, refrescos, sorvetes e cremes. É também processada industrialmente em forma de sucos enlatados, concentrados e congelados, e de refrescos prontos para consumo. Rica em vitaminas, a casca da mexerica entra na produção de doces e geleias.

Com quantidade razoável de seis minerais (cálcio, magnésio, fósforo, sódio, potássio e ferro), tem também vitaminas A, C e do complexo B. Além de diurética, contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo e tem baixas calorias.

A safra de mexerica no Brasil se estende de abril a setembro.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.