Um ministério é uma estrutura administrativa montada pelo poder executivo, com o objetivo de garantir o funcionamento do governo nas várias áreas de atuação: economia, justiça, educação, saúde, cultura, comunicação, entre outras. Em 2012, o Brasil contava com 24 ministérios.

O ministro

Os ministros de Estado no Brasil são indicados pelo presidente da República. Os critérios para a escolha de um ministro são, em geral, políticos, uma vez que esses cargos ajudam a compor a base de sustentação do governo. Mas critérios técnicos também são utilizados.

O que faz um ministério

Os ministros de Estado devem criar normas, acompanhando e avaliando os programas federais, além de implementar políticas para os setores que representam. O ministério também é o órgão responsável por estabelecer diretrizes, estratégias e prioridades nos investimentos do governo para sua área de competência.

História

O primeiro ministério brasileiro foi o da Justiça, criado em 1643, com o nome de Secretaria de Estado das Mercês. No século XVII, seu nome foi alterado para Secretaria de Estado de Negócios do Reino e, após a independência, para Secretaria de Estado dos Negócios da Justiça. Com a proclamação da República, tornou-se o Ministério da Justiça e dos Negócios Interiores. Finalmente, em 1967, recebeu o nome de Ministério da Justiça.

Ao longo da história do Brasil, os ministérios foram sendo criados de acordo com as necessidades ou as demandas sociais. No governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, foram criados o Ministério das Cidades e o Ministério do Turismo, além da Secretaria Especial da Mulher, que tem status de ministério.

Algumas vezes, no entanto, a criação de ministérios foi usada ao longo da história brasileira como maneira de abrir postos para favorecer aliados políticos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.