O molusco é um tipo de animal com corpo macio. A maioria dos moluscos conta com uma concha rígida que protege seu corpo. Há mais de 100 mil espécies de moluscos. Polvos, ostras, caracóis e lulas são apenas alguns exemplos.

Onde vivem os moluscos

Os moluscos podem ser encontrados por todo o mundo. A maioria vive no mar, mas alguns vivem em água doce. Alguns gostam das águas rasas do litoral. Outros preferem águas profundas. Muitos moluscos escavam a areia ou o lodo para esconder-se. Alguns se prendem a rochas.

Alguns caracóis e lesmas vivem na terra. Eles preferem lugares frescos e úmidos. Mas também podem ser encontrados em regiões frias e em desertos secos.

Características físicas

As características dos moluscos variam muito. Inclusive moluscos do mesmo tipo podem ser bem diferentes. Por exemplo, a lula-gigante pode chegar a mais de 18 metros de comprimento; outras lulas, porém, medem menos de 2,5 centímetros.

Os moluscos são invertebrados, ou seja, não possuem espinha dorsal. Eles têm um corpo mole que contém o coração, o fígado, o sistema digestório e outros órgãos importantes. A maioria dos moluscos tem uma estrutura chamada rádula. A rádula é uma espécie de língua áspera com inúmeros dentículos.

O corpo mole dos moluscos tem uma cobertura chamada manto. Na maioria dos tipos de moluscos, o manto forma uma concha. Alguns moluscos, como os caracóis, têm uma concha única e sólida. Outros, chamados bivalves, têm uma concha com duas metades que se fecham para protegê-los. Ostras e mexilhões são bivalves. Alguns moluscos, como polvos e lulas, não possuem concha.

As conchas dos moluscos podem ser muito coloridas. Algumas têm tons de rosa-choque, laranja, amarelo ou outras cores. As conchas também apresentam padrões de bolinhas ou listras.

Os moluscos com conchas geralmente têm um “pé”. Esse pé possibilita que se movam por meio da extensão e da contração dos músculos. Alguns bivalves, porém, não se movem: ficam presos a rochas ou a outras superfícies sólidas. Polvos, lulas e sibas movem-se forçando a água a passar por uma estrutura afunilada em seus corpos.

Comportamento

Em geral, os moluscos comem algas. Eles usam a rádula para raspar as algas das rochas. Porém moluscos maiores têm grande apetite. As lesmas e os caracóis comem plantas e frutas. As lulas podem comer peixes e camarões. Um polvo pode perseguir uma presa grande como um tubarão.

Normalmente, os moluscos são ativos à noite. Por exemplo, os polvos permanecem nas áreas mais fundas do oceano durante o dia e, ao cair da noite, nadam para a superfície à procura de alimento. Caracóis e lesmas que vivem em terra escondem-se durante o dia e saem à noite.

Muitos moluscos escondem-se de seus inimigos em suas conchas, porém os que não têm conchas precisam de outras formas de proteção. Lulas e polvos mudam de cor para se disfarçar no ambiente. Eles também soltam um líquido escuro para distrair e confundir o inimigo.

Reprodução

Alguns moluscos dão à luz filhotes, mas a maioria se reproduz por meio de ovos. Pode ser apenas um ovo, mas também podem ser vários ovos e até centenas deles. Quando saem do ovo, os filhotes de alguns moluscos parecem-se com adultos em miniatura. Outros deixam os ovos na forma de larva. Larvas são criaturas que se parecem com vermes, muito diferentes de seus pais. Elas se desenvolvem até atingir a forma adulta.

Os moluscos e os seres humanos

As pessoas comem alguns tipos de molusco. A criação e a venda de moluscos é uma importante atividade econômica em muitas zonas litorâneas. Além disso, das conchas dos moluscos são feitas joias e outras peças decorativas. Alguns tipos de ostra produzem pérolas, que também são usadas em joias.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.