As Rochosas são uma grande cadeia de montanhas que fica no oeste da América do Norte. Nelas se encontram alguns dos picos mais altos do continente americano. No passado, elas constituíram uma grande barreira para os exploradores e os colonizadores da região.

A cadeia de montanhas se estende por mais de 4.800 quilômetros e em alguns lugares tem 480 quilômetros de largura. Cobre uma parte dos estados americanos de Montana, Idaho, Washington, Wyoming, Utah, Colorado e Novo México. No Canadá, ela está na Colúmbia Britânica, em Alberta, no território de Yukon e nos Territórios do Nordeste. Às vezes, as montanhas do Alasca também são consideradas parte das montanhas Rochosas. O monte Elbert, no Colorado, é o pico mais alto da cadeia, com 4.399 metros de altura.

Nas florestas das montanhas Rochosas há álamos, pinheiros-do-canadá e tuias-gigantes. Entre os animais destacam-se carneiros selvagens, cabras monteses, pumas, uapitis, renas e ursos-pardos de grande porte e muito ferozes. A águia-calva, o falcão-peregrino e outras aves grandes voam bem alto sobre as montanhas.

O cenário espetacular das montanhas Rochosas atrai muitos turistas. Entre os parques nacionais da região destacam-se os de Yellowstone, Jasper, Banff, Yoho e Kootenay. A cadeia também é rica em minerais. Há minas de cobre, ouro, prata, chumbo e zinco, e também jazidas de petróleo, gás natural e carvão.

Vários povos nativos americanos — como os navajos, os pueblos e o povo Coeur d’Alene — possivelmente já viviam na região das montanhas Rochosas há cerca de 12 mil anos.

As montanhas Rochosas foram uma das últimas partes da América do Norte a ser exploradas pelos europeus, que se intimidaram com o terreno difícil e o clima severo. Em 1793, o explorador escocês Alexander Mackenzie atravessou o trecho canadense da cadeia. A Expedição Lewis e Clark cruzou-a em 1805, na altura dos atuais estados americanos de Montana e Idaho.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.