O lugar mais alto da Terra é o monte Everest, que faz parte da cadeia de montanhas do Himalaia, no sul da Ásia. O pico fica na fronteira entre o Nepal e a região chinesa do Tibete. No idioma tibetano, seu nome é Chomolungma, que significa “Deusa Mãe do Mundo”.

O monte Everest tem 8.850 metros de altura. O ar no cume é escasso, as temperaturas são muito baixas e os ventos são extraordinariamente fortes. Próximo ao topo, as condições são severas demais para que qualquer ser, vegetal ou animal, sobreviva. Grandes lençóis de gelo chamados glaciares cobrem as colinas até a base da montanha.

Alguns povos que falam o idioma tibetano moram nos vales ao redor da montanha. O mais conhecido é o dos xerpas. Eles vivem em vilarejos localizados a cerca de 4.300 metros de altitude. São conhecidos pela força e resistência em altitudes elevadas e costumam ser guias nas escaladas do Himalaia.

O monte Everest sempre foi um desafio para os montanhistas. As primeiras tentativas para alcançar o topo começaram nos anos 1920. Os alpinistas fracassavam em grande parte por causa das condições difíceis da montanha. A primeira escalada bem-sucedida aconteceu em 1953. Edmund Hillary, da Nova Zelândia, e Tenzing Norgay, um guia nepalês xerpa, foram os primeiros a atingir o topo. Desde então houve várias escaladas bem-sucedidas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.