Quando dizemos que algo está em movimento, normalmente queremos dizer que esse algo está se mexendo. Mas, para a ciência, o movimento tem um significado especial: movimento quer dizer mudança de posição em relação a um lugar ou a um objeto que está parado. O lugar ou o objeto que está parado é chamado ponto de referência.

A ideia de movimento é uma espécie de enigma ou quebra-cabeça, porque no Universo todos os objetos estão em movimento. Portanto, nenhum ponto de referência está correto em todas as situações. Por exemplo, um carro está em movimento quando o ponto de referência é o chão — no caso, nós consideramos que o chão está parado. Entretanto, o chão, que é parte da Terra, está em movimento quando o ponto de referência é o Sol, porque a Terra gira ao redor do Sol.

Descrição do movimento

Um objeto em movimento pode ser descrito de acordo com sua rapidez e com sua velocidade — na ciência, rapidez e velocidade são conceitos diferentes. A rapidez é igual à distância que o objeto percorreu dividida pelo tempo que ele gastou para percorrer essa distância. Por exemplo, se um carro percorre 50 quilômetros em uma hora, em termos científicos, diz-se que sua rapidez é de 50 quilômetros por hora. A velocidade, por sua vez, envolve não apenas a rapidez do objeto, mas também a direção em que ele se move. Portanto, velocidade é igual a rapidez mais direção.

Leis do movimento de Newton

Na década de 1680, um cientista inglês chamado Isaac Newton enunciou três leis que definem o movimento. Na primeira lei, Newton explicou que o movimento de um objeto não se altera a menos que uma força puxe ou empurre esse objeto. Na segunda lei, Newton mostrou que uma força de grande intensidade faz o objeto mover-se mais rapidamente do que uma força de pequena intensidade. Na terceira lei, ele afirmou que, qualquer que seja a força aplicada ao objeto, esse objeto responderá aplicando uma força igual e contrária.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.