Uma palmeira e uma nascente de água em meio a um deserto de areia representam a imagem típica do oásis, mas os oásis tanto podem ser pequenos como bem grandes. Qualquer área do deserto onde exista um suprimento de água doce e, portanto, vegetação é um oásis.

O oásis proporciona descanso, sombra, alimento e água aos nômades que viajam pelo deserto e também a outras pessoas que seguem rotas comerciais. Para alguns povos, os oásis são lugares sagrados.

O oásis pode ser temporário ou permanente. O permanente tem uma nascente de água subterrânea e, às vezes, a água brota naturalmente do solo. Em outros lugares, a água encontra-se a tal profundidade que é preciso perfurar o solo para trazê-la à superfície. A nascente da água pode estar bastante longe e correr embaixo do solo por centenas de quilômetros até chegar à superfície no oásis.

Alguns oásis existem apenas temporariamente, porque seu fornecimento de água não é contínuo. No Saara africano, por exemplo, os leitos de rios secos, chamados uádis, muitas vezes se enchem de água, permitindo que a vegetação cresça em redor.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.