Os filhotes de muitos animais nascem de ovos. Somente as fêmeas produzem ovos. Os machos produzem células chamadas espermatozoides, que precisam se juntar ao ovo para que se forme um filhote.

Na maioria dos mamíferos, o ovo é uma célula chamada óvulo, que fica no corpo da fêmea. O espermatozoide se junta ao óvulo no processo de fertilização. O óvulo fertilizado cresce e se desenvolve dentro da fêmea até que o filhote esteja pronto para nascer. É assim que os seres humanos, por exemplo, se reproduzem.

Há também fêmeas que põem ovos, ou seja, elas expelem os ovos para fora do corpo, e só então eles se desenvolvem. Dependendo do animal, os ovos são fertilizados dentro do corpo da mãe ou fora dele.

Os ovos precisam de proteção enquanto o filhote se desenvolve dentro deles. Os ovos dos peixes flutuam em uma membrana protetora. Os ovos dos pássaros e os dos répteis têm uma casca externa. No caso dos pássaros, a casca é dura; no dos répteis, é firme e elástica. Os ovos com casca contêm substâncias muito nutritivas na gema, que servem de alimento para o filhote em desenvolvimento, chamado embrião.

Muitos animais, entre os quais os seres humanos, comem os ovos de outros animais. Os ovos dos peixes, chamados de ovas ou caviar, são comuns nas culinárias russa, iraniana e japonesa. Os ovos de aves, principalmente os de galinhas e de patas, são consumidos no mundo todo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.