Pântano é um tipo de zona úmida em que costumam crescer árvores. Os pântanos são semelhantes às marismas porque os solos de ambos são ricos em minerais. No entanto, nas marismas aparecem sobretudo espécies de juncos e capim, em vez das árvores e arbustos que crescem nos pântanos.

Os pântanos são comuns em áreas baixas próximas de rios, que lhes fornecem água. Também podem se formar em terras planas à beira-mar. O solo de um pântano é mal drenado, ou seja, a água passa por ele muito lentamente. Com isso, a terra fica encharcada e frequentemente recoberta de uma camada rasa de água. O Pantanal Mato-Grossense, no Brasil, recebeu esse nome por causa da grande extensão de terra alagável que o compõe, mas não constitui verdadeiramente um pântano, porque não fica alagado o ano inteiro.

Os pântanos podem ser de água doce ou salgada. O tipo de vegetação de cada pântano depende do tipo de água. Nos pântanos de água doce, são comuns ciprestes, eucaliptos, salgueiros, bordos e palmeiras. Os pântanos de água salgada têm pouca vegetação, porque a maioria das plantas não consegue se desenvolver em água salgada. No entanto, a vegetação chamada mangue se desenvolve bem nesse tipo de pântano.

Pântanos costumam ser ricos em fauna. Jacarés, camarões, lagostins, cobras, rãs, lesmas, peixes e aves habitam áreas de pântano.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.