A península Arábica, ou Arábia, localiza-se no sudoeste da Ásia. É a terra natal do povo árabe e também o berço do islamismo. A Arábia Saudita detém cerca de quatro quintos do território da península. O restante é dividido entre Kuwait, Omã, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Barein e partes da Jordânia e do Iraque.

Geografia

O deserto da Arábia ocupa a maior parte da área. Em alguns trechos, chove o suficiente para permitir a existência de grama e arbustos, mas, de modo geral, o clima é muito quente e seco. Cerca de um terço do deserto é formado por areia. Outras partes são cobertas por rochas nuas. Existem algumas colinas e montanhas.

Quase metade das reservas mundiais de petróleo está na Arábia. Grande parte delas se localiza nas proximidades do golfo Pérsico, que fica a leste da península. Os países da região são grandes produtores e exportadores de petróleo.

População

A maior parte da população é formada por árabes da península. Quase todos falam a língua árabe e são muçulmanos (seguidores do islamismo). Maomé, fundador da religião muçulmana, ou islamismo, nasceu na atual Arábia Saudita.

História

Muitos povos viveram na península Arábica. Em tempos remotos, sabeus, minoanos e himiaritas estabeleceram poderosos reinos no sul da Arábia. Esses reinos mantinham intercâmbio comercial com Egito, China e Índia.

No século VII, a religião fundada por Maomé se difundiu rapidamente por toda a Arábia. Pela conquista militar, os árabes levaram o islamismo a outras regiões (Oriente Médio e norte da África, por exemplo). Formaram, assim, um grande império. De início o governo se manteve na península Arábica, mas com o tempo surgiram centros de poder em outras partes do império.

No século XVI, os turcos incorporaram a Arábia ao Império Otomano, embora sem jamais ter assumido o controle completo da península. A família Saud conquistou a parte central da Arábia, e surgiram revoltas contra os turcos.

Ao mesmo tempo, os britânicos dominavam a maior parte das costas sul e leste da Arábia. Chefes árabes locais se juntaram aos britânicos na luta contra os otomanos, que foram derrotados no início do século XX. Gradualmente, a península também se libertou do domínio britânico. Em 1971, todos os países da região se tornaram independentes. Em 1990, o Iêmen do Norte e o Iêmen do Sul se uniram, adotando o nome de República do Iêmen.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.