Perereca é um anfíbio do grupo dos anuros, ao qual pertencem os sapos e as rãs. A perereca é um animal pequeno, bem menor que seus parentes próximos.

Há oitenta espécies de perereca, das quais sessenta existem no Brasil. Algumas delas são utilizadas na medicina indígena tradicional. As pererecas vivem em áreas úmidas e com vegetação. Em alguns lugares do país, podem ser encontradas até dentro das residências.

A diferença das rãs, que costumam viver em lagoas, as pererecas habitam em árvores. Isto é porque os dedos das pererecas têm ventosas nas pontas, o que lhes permite prender-se a superfícies verticais. Assim, elas conseguem, por exemplo, subir em paredes. Outra característica das pererecas são as membranas interdigitais, ou seja, entre os dedos. Elas funcionam como “asas”, estabilizando os saltos das pererecas. Como seus parentes próximos, a perereca também se reproduz por meio de ovos, que dão origem a girinos, ou filhotes.

As pererecas sofrem com a destruição de seu ambiente e com a poluição das águas. Algumas espécies brasileiras já são consideradas extintas. Apesar de sua aparência despertar medo ou repulsa em muitas pessoas, as pererecas, como os sapos e as rãs, são importantes na manutenção do equilíbrio ecológico e também agem no controle de insetos e de pragas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.