Acredita-se que os pinheiros sejam as árvores mais antigas da Terra. Alguns podem viver por até 6 mil anos. Há noventa espécies de pinheiros. Eles são mais comuns nas regiões montanhosas.

Os pinheiros variam muito de tamanho. Alguns têm apenas alguns centímetros, enquanto outros podem atingir 61 metros de altura. Os pinheiros têm folhas finas chamadas agulhas. Eles são perenes, ou sempre-verdes — isto é, não perdem as folhas no outono. Também contêm resina, um líquido usado contra infecções. Os pinheiros queimam facilmente por causa da resina.

Os pinheiros pertencem ao grupo das árvores chamadas coníferas — ou seja, produzem pinhas que têm forma de cone. Tanto as pinhas femininas quanto as pinhas masculinas crescem em um mesmo pinheiro. Normalmente, as pinhas masculinas crescem nos galhos mais baixos das árvores e medem menos de 2,5 centímetros de comprimento. Elas são menores do que as pinhas femininas.

A polinização acontece na primavera ou no começo do verão. Nesse processo, as pinhas masculinas soltam pequenos grãos chamados pólen. O pólen é então carregado pelo vento até a pinha feminina. Ao longo dos anos seguintes, a pinha feminina irá produzir sementes. As sementes poderão se tornar novas plantas.

A madeira do pinheiro é utilizada na construção civil e para fazer papel. Sua resina é fonte de breu, sendo usada para fazer tintas, terebintina e vernizes. O óleo do pinheiro pode ser usado como remédio.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.