A pipoca é uma comida feita com um tipo especial de milho, o milho-pipoca. Ao ser exposto ao calor ou às micro-ondas, o grão desse milho estoura, transformando-se em uma estrutra branca, leve e macia. Existem cerca de 25 variedade de milho-pipoca. Atualmente, os Estados Unidos produzem quase todo o milho-pipoca do mundo.

O milho-pipoca tem uma casca mais resistente que a do milho que comemos na espiga. Essa casca grossa ajuda os grãos a reter a água em seu interior. Quando o grão é aquecido a cerca de 200°C, a água se transforma em vapor e exerce pressão, fazendo o grão explodir e virar do avesso. A pipoca estourada chega a ser 40 vezes maior que o grão original.

O milho, dentre eles o milho-pipoca, é um cereal nativo das Américas. Grãos de milho-pipoca com mil anos de idade foram encontrados por arqueologistas no Peru e no estado norte-americano de Utah. Os primeiros europeus que exploraram o hemisfério ocidental descreveram como os nativos americanos estouravam o milho-pipoca para comer, para espalhar durante cerimônias religiosas e para enfeitar o cabelo. Essas civilizações antigas acreditavam que a pipoca rebentava porque os espíritos que viviam dentro dos grãos ficavam brabos quando suas “casas” eram esquentadas.

A pipoca é consumida doce ou salgada. Pode ser simplesmente salpicada com sal ou açúcar, ou então coberta com manteiga, queijo derretido ou xaropes de cores e sabores variados; pode ser misturada com castanhas, flocos de coco ou bacon. Em muitos países, é a guloseima tradicional nas salas de cinema. Os carrinhos de pipoqueiro também são encontrados em parques e praças de diversas partes do mundo.

No que diz respeito à saúde, a pipoca auxilia o funcionamento do sistema digestório, devido à grande quantidade de fibras que possui. Além disso, contém antioxidantes que podem ajudar a retardar o envelhecimento. No entanto, para aproveitar os benefícios desse alimento, é preciso prepará-lo na panela, com a menor quantidade possível de óleo e sal. As versões de micro-ondas e as compradas na rua (especialmente no cinema) podem não ser tão saudáveis, pois costumam conter grandes quantidades de sal, gorduras e componentes químicos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.