O pirarucu (Arapaima gigas) é um peixe muito grande encontrado apenas nos rios da bacia Amazônica. É um dos maiores peixes de água doce do mundo; um pirarucu adulto pode chegar a 3 metros de comprimento e pesar mais de 200 quilos. O tamanho e a carne saborosa tornam o pirarucu muito procurado pelos pescadores. Seu nome é de origem tupi e significa “peixe vermelho” (pira é peixe e urucu é uma fruta típica da Amazônia com que se fabrica o colorau, um corante avermelhado).

Características físicas

O corpo do pirarucu, de cor escura, tem forma cilíndrica e é coberto de escamas largas e fortes. A cabeça, alongada e achatada, é pequena. As três nadadeiras maiores são marrom-avermelhadas e se localizam na parte de trás do corpo.

O pirarucu respira debaixo da água por meio de brânquias, como os outros peixes, mas também possui uma bexiga natatória que funciona como pulmão. A intervalos regulares, ele sobe à superfície para respirar. Sua língua tem uma parte áspera, de osso, que é usada pelos habitantes da Amazônia como ralador. Já as grandes escamas servem como lixas de unha.

Esse grande peixe de rio gosta de viver em águas límpidas e tranquilas. Ele se reproduz no período da cheia. O macho protege os filhotes até os seis meses, evitando que sejam devorados por predadores. Mas só entre os 3 e 5 anos eles atingem a idade adulta e se reproduzem. Muitos pirarucus jovens (chamados “bodecos”), com peso entre 30 e 40 quilos, são pescados antes de se reproduzir. A captura de machos adultos também diminui a população, já que os recém-nascidos, sem a vigilância do pai, se tornam presas fáceis de piranhas e outros carnívoros. O pirarucu se alimenta de peixes menores e de insetos.

Medidas de proteção

A partir de 1991, o governo brasileiro implantou medidas legais de proteção ao pirarucu. Foi estabelecido o tamanho mínimo de 1,5 metro para sua captura. Mas, na imensidão da Amazônia, a fiscalização se torna difícil. O trabalho de esclarecimento da população sobre os males da pesca dos “bodecos” e de machos adultos logo após o nascimento dos filhotes tem se mostrado mais eficiente na preservação da espécie.

Alimento importante

Pelo porte e pelo sabor, o pirarucu é importante fonte de alimento para os habitantes da região Norte do país. A carne, quase sem espinhas, é consumida fresca ou seca e salgada, como o bacalhau. Nesse caso, pode ser armazenada fora da geladeira por vários meses. O peixe gigante da Amazônia é usado no preparo de diversos pratos da culinária regional, como o famoso “pirarucu de casaca”.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.